Publicidade
Cultura

Antes de Campos do Jordão, Camerata mostra "motetos de Bach" na Capela Santa Maria

(Foto: Cido Marques)

Com regência do maestro Luís Otávio Santos, a Camerata Antiqua de Curitiba apresenta os principais motetos de Johann Sebastian Bach nesta sexta e sábado na Capela Santa Maria.

As apresentações antecedem o concerto que o grupo levará ao Festival Campos do Jordão, em São Paulo, em julho. É, também, o retorno dos motetos de Bach ao palco depois de 12 anos – a última vez em que a Camerata apresentou essas obras foi em 2006, também sob regência de Santos.

O moteto é caracterizado por textos distintos para cada voz do coro e uma intensa mobilidade da orquestra. “Estão entre as peças mais difíceis e representativas de Bach, tanto pelo nível de densidade musical quanto pelo contraponto barroco, técnica que chega ao seu ápice nessas composições”, explica Santos. “São obras bastante bonitas e impactantes.”

Ajustes teatrais
Embora essencialmente vocais, apresentadas algumas vezes sem nenhum acompanhamento, as composições sofreram ajustes.

Para os concertos deste fim de semana o maestro vai utilizar novas formas de execução, o que deve tornar as composições mais envolventes. “Bach dedica esses motetos para dois coros e duas orquestras, que dialogam em estéreo”, explica. “É um jogral, bastante espacial, mas conseguimos deixá-la com um tom bastante teatral também. Vamos conseguir mostrar a obra de uma forma diferente.”

Os convidados
O seguintes músicos convidados e coralistas da Camerata participam na execução dos solos: as sopranos Naura Sant’Ana, Luísa Favero e Karolyne Liesenberg; os contraltos Ariadne Oliveira e Victor Lucas Bento; os tenores Alexandre Mousquer e Maico Sant’Anna e os baixos Cláudio de Biaggi e Norbert Steidl.


O regente
Luís Otávio Santos, regente convidado para o concerto de encerramento da temporada 2012 da Camerata Antiqua de Curitiba, é formado em violino barroco pelo KoninklijkC onservatorium Den Haag (Holanda).

Nos 15 anos em que morou na Europa, o músico atuou em destacados grupos, sendo spalla e solista, desde 1992, da renomada orquestra barroca belga “La Petite Bande”, dirigida por Sigiswald Kuijken. Com a orquestra tem realizado turnês por toda Europa, China, Japão, México, Argentina, Colômbia e Chile, além de gravar dezenas de CDs e programas de televisão para as televisões belga, francesa e japonesa.

O músico ainda liderou outros conjuntos europeus e foi professor de violino barroco em Florença (Itália), de 1997 a 2001, e Bruxelas (Bélgica), de 1998 a 2005. Em 2007, Luís Otávio Santos foi agraciado com o título de Comendador da Ordem do Mérito Cultural, concedido pelo Governo Federal e o Ministério da Cultura por seu envolvimento com a cultura nacional e reconhecimento à carreira internacional. Em 2011, Luís Otávio foi colocado na lista da revista Época entre as 100 personalidades mais importantes do ano.

 

Serviço:
Camerata Antiqua de Curitiba apresenta ‘Motetos de Bach’
Regência Luís Otávio Santos (MG/SP)
Datas: sexta-feira (11/05), às 20h e sábado (12/05), às 18h30
Local: Capela Santa Maria Espaço Cultural 
Endereço: Rua Conselheiro Laurindo, 273
Ingressos: R$ 30,00 e meia-entrada R$ 15,00.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES