Assine e navegue sem anúncios [+]

Antigos parceiros de seleção de base, Jô e Luiz Adriano sonham com gol do título

Para buscar o gol do título do Campeonato Paulista e apagar a imagem do futebol pouco ofensivo do empate sem gols da última quarta-feira, Corinthians e Palmeiras apostam em atacantes que se conhecem há bastante tempo. O alvinegro Jô e o alviverde Luiz Adriano têm a mesma idade, trajetórias parecidas e até foram companheiros de seleção brasileira de base quando estavam em início da carreira. Agora, os dois sonham em ser heróis do título.

Os dois têm 33 anos e deixaram o futebol brasileiro logo cedo. Mas ainda bem jovens, estiveram no mesmo elenco que representou o País no Mundial sub-20 de 2007, no Canadá. Então jogador do CSKA, da Rússia, Jô era o titular do técnico Nelson Rodrigues e costumava dar lugar no segundo tempo para a entrada de Luiz Adriano, do Shakhtar Donetsk. Aquele elenco ainda tinha jogadores como Alexandre Pato, Renato Augusto, David Luiz, Marcelo, Willian e Cássio, mas não passou das oitavas de final, quando perdeu para a Espanha.

Jô e Luiz Adriano foram revelados por, respectivamente, Corinthians e Inter antes de deixaram logo cedo o futebol brasileiro. A primeira parada dos dois foi no Leste Europeu, onde na Rússia e na Ucrânia tiveram boas passagens e títulos. O caminho deles até a decisão deste sábado foi bem diferente depois deste primeiro passo fora do Brasil.

O corintiano passou pelo futebol da Inglaterra, China, Turquia, Emirados Árabes Unidos e Japão até iniciar a terceira passagem pelo clube, há poucos meses. Já Luiz Adriano permaneceu oito anos na Ucrânia até passar pelo Milan e depois defender o Spartak Moscou, clube rival do CSKA, defendido por Jô. O atacante revelado no Inter chegou ao Palmeiras no meio do ano passado.

As carreiras dos dois têm como coincidência a seleção brasileira. Pelo menos nesse quesito, Jô teve mais destaque. O atacante jogou a Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo de 2014, ocasiões em que vivia bom momento no Atlético-MG. Luiz Adriano só teve espaço em algumas listas do técnico Dunga entre 2014 e 2015, porém não chegou a disputar partidas oficiais.

Neste Campeonato Paulista quem tem mais gols é Luiz Adriano, com dois. Jô estreou pelo time só nas quartas de final, mas conseguiu deixar o dele na vitória por 2 a 0 sobre o Red Bull Bragantino, no Morumbi. Neste sábado, já que um novo empate sem gols leva a decisão para os pênaltis, a atuação dos dois será a grande aposta para Corinthians ou Palmeiras terem um herói responsável por marcar o gol do título.

"Fui muito bem recebido pelo Palmeiras desde o primeiro dia. Desde então, me sinto em casa. Isso me ajuda bastante para trabalhar tranquilo, buscar meus resultados, melhor forma de jogar, melhor forma física, e os gols. Os gols geram muita confiança", disse o atacante Luiz Adriano à ESPN Brasil no último mês. Artilheiro do Corinthians no Brasileirão de 2017, Jô também tem muita expectativa. "É um jogo importante, sabemos o tamanho de um clássico, ainda mais em uma final da Campeonato Paulista."

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK