Mercado da bola

Aos 53 anos, jogador ex-Coritiba renova contrato com clube da 1ª divisão do Japão

Yokohama anuncia a renovação contratual com Kazu
Yokohama anuncia a renovação contratual com Kazu (Foto: Reprodução/Twitter/YokohamaFC)

O veterano atacante japonês Kazuyoshi Miura, que completa 54 anos no dia 26 de fevereiro, renovou seu contrato com o Yokohama FC por mais uma temporada nesta segunda-feira. Ele é o jogador profissional de futebol mais velho do mundo.

Apelidado de "Rei Kazu", o jogador disputará sua 36ª temporada. O atacante disputou quatro jogos pelo seu clube no ano passado, tornando-se o jogador mais velho da história da Primeira Divisão Japonesa (J-League), com 53 anos e nove meses. A liga japonesa anunciou em suas redes sociais o "retorno do rei".

NO CORITIBA
Nascido em Shizuoka, no Japão, ele deixou seu país ainda aos 15 anos para tentar ser jogador de futebol no Brasil. Formado pelo Santos, conseguiu se destacar no Coritiba em 1988 e 1989, jogando ao lado de Tostão, Ronaldo, Chicão, Carlos Alberto Dias, Serginho ‘Cabeção’ Prestes e outros jogadores históricos do clube alviverde.

RECORDE
No Yokohama FC desde 2016, Kazu bate regularmente recordes relacionados à idade. Em 2017, por exemplo, ele se tornou o jogador mais velho a marcar em uma partida profissional, batendo a lenda inglesa Stanley Matthews, que ganhou a Bola de Ouro em 1956.

Kazu retornou ao Japão em 1990, atuou em diversos clubes do seu país e teve passagem pela seleção, tendo marcado 55 gols em 89 partidas internacionais pelo Japão. Em 1998, ele vivia a expectativa de ser convocado para a Copa do Mundo, o que não ocorreu devido a um problema com o então técnico da seleção japonesa.

Na última temporada, em 2020, ele ficou 187 minutos em campo (o equivalente a dois jogos inteiros). Foi titular em três jogos e entrou como substituto em mais três, mas não atuou por 90 minutos em nenhuma partida. Não marcou gols ou deu assistências.