Serviços

Aplicativo de lava-car, Lavô entra em operação em Curitiba

Lavagam de carro pelo aplicativo da Lavô: a seco
Lavagam de carro pelo aplicativo da Lavô: a seco (Foto: Lycio Vellozo Ribas)

O aplicativo de lava-car “on demand” Lavô entrou em operação em Curitiba nesta quarta-feira (1º). A capital paranaense é a terceira cidade do país a contar com o serviço – que consiste em uma espécie de “Uber” da lavagam de carro, segundo dizem os próprios responsáveis pelo aplicativo, Ricardo Pereira (CEO da Lavô) e Sidney Pechibilski (diretor de operações e Curitiba).

"É como o Uber. Não vendemos lavagam de carro, vendemos comodidade”, disse Pereira, no lançamento do aplicativo. “Hoje as pessoas brigam por tempo. Com o Lavô, você escolhe onde utiliza seu tempo”.

Assim como o Uber, o Lavo permite ao usuário chamar um parceiro prestador de serviços através do aplicativo. Mas não para transporte, e sim para lavar o carro. O usuário pode agendar a data, horário e local da lavagem. E o serviço pode acontecer em qualquer lugar, como a garagem do prédio ou o espaço na frente do trabalho.

Segundo Pechibilski, a lavagem é feita a seco e isso oferece vantagem tanto para o cliente quanto para o parceiro. “Risca (a pintura)? Não risca. É tudo com cera de carnaúba. A sujeira é apenas removida”, disse o diretor. “E, depois da terceira lavagem, o dono do carro já consegue perceber a diferença, fica uma película de cera”.

Há seis faixas de preço para o serviço, que variam de R$ 35 a R$ 180, dependendo da demanda. Fatores que influenciam no preço são o tamanho do veículo, o tipo do serviço (só, lavagem, se há polimento a se fazer) e se o cliente deseja também a limpeza do interior do veículo. Segundo Pereira, as mulheres são as maiores usuárias do serviço. “Em Brasília, elas são 66%”, afirmou ele.

Embora o início oficial das operações seja estar quarta-feira, o aplicativo teve muitos pedidos de cadastro de prestadores de serviço nos últimos dias. Pelo menos 550 se inscreveram e 100 passaram por treinamento na última semana.

Pereira revelou que teve a ideia ao conhecer, nos Estados Unidos, um lavador de carros que atendia na casa ou no trabalho do cliente. Ele tinha uma van com os equipamentos de limpeza e era chamado através do WhatsApp. Desde então, levou um ano escrevendo o aplicativo até chegar à atual versão. “Estamos sempre atentos para possíveis melhoras”, declarou.

Prestador

Além da comodidade para o cliente, o aplicativo possibilita uma renda extra aos prestadores do serviço de lavagem. A dinâmica de inscrição é simples: basta acessar o site https://lavo.online/parceiro, preencher a ficha de cadastro e enviar os documentos solicitados. Após a aprovação do cadastro inicial, o parceiro passa por um treinamento, que dura uma semana. Se aprovado, ele fica liberado para adquirir o seu kit lava-car, com produtos próprios,  e já pode começar a trabalhar.

O meio escolhido para chegar até o local de agendamento, também é uma escolha do parceiro, que pode ir de carro, moto ou bicicleta. Além disso, é o próprio “lavador” que define sua escala de trabalho. E pode fazer o serviço sozinho ou em dupla.

O retorno financeiro também chama a atenção daqueles que buscam uma renda complementar. O parceiro recebe 75% do valor de cada lavagem. “É possível ganhar uns R$ 1.200 por semana, trabalhando cinco horas por dia, em cinco dias”, disse Pereira. E há possibilidades de outros ganhos, como gorjetas, serviços extras, bônus por indicação e por lavagens, e prêmios semestrais.