Boletim

Após enfarte, técnico de futebol Adilson Batista se recupera e deve deixar UTI no domingo

(Foto: Geraldo Bubniak/arquivo Bem Paraná)

O técnico Adilson Batista, internado após sofrer um enfarte na última quinta-feira, deve deixar a UTI no domingo e ir para o quarto, de acordo com informações divulgadas pela sua assessoria de imprensa. O estado de saúde do técnico, de 52 anos, evoluiu, segundo seu médico responsável. Com isso, a expectativa é de que não seja necessária cirurgia.

Adilson foi internado no Hospital Cardiológico Constanini, em Curitiba, cidade onde reside, após passar mal e ser socorrido. Em um primeiro momento, sua assessoria informou que foram necessários dois cateterismos e era esperada, ainda, a realização de uma cirurgia. Entretanto, segundo as últimas informações, a saúde do técnico melhorou e ele só deve precisar ser acompanhado pelas próximas duas semanas. "Adilson Batista está bem e deverá ser transferido para o quarto amanhã, deixando a UTI. Segundo o médico responsável, ele deverá permanecer em observação por mais duas semanas. Como a resposta foi boa até aqui, talvez não seja necessária a cirurgia", informou a assessoria de imprensa do treinador.

Batista de 52 anos tem passagens por grandes clubes brasileiros, como o Cruzeiro. O clube inclusive postou uma mensagem ao ex-treinador nas redes sociais. "Desejamos uma pronta recuperação ao grande cruzeirense Adilson Batista, que sofreu um infarto e está internado em um hospital de Curitiba (PR). A Nação Azul está unida em uma corrente de fé e boas vibrações pelo nosso ex-atleta, ex-treinador e Ídolo Eterno", diz a mensagem.

Batista nasceu em Adrainópolis, na Região Metropolitana de Curitiba, foi revelado como jogador pelo Athletico e foi campeão da Libertadores pelo Grêmio em 1995. Como técnico treinou Corinthians, Grêmio, São Paulo, Santos, Sport. Seus últimos trabalhos foram no Ceará e Cruzeiro, de onde saiu em em 2020. Também treinou o Júbilo Iwata, no Japão.