Balanço do primeiro semestre

Apreensões de armas, cigarros e medicamentos aumentam nas rodovias federais do PR

(Foto: PRF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou na terça-feira (2) o balanço de apreensões feitas nas rodovias federais no primeiro semestre deste ano. Houve aumento nas apreensões de cigarros, que passou de 8,3 milhões de carteiras no primeiro semestre de 2018 para 11,8 milhões neste ano. Outro destaque foi para as armas de fogo, que foram de 84 unidade no ano passado para 116 neste ano.

O total de 11,8 milhões de carteiras de cigarro contrabandeadas do Paraguai representa um aumento de 42,2% em relação às 8,3 milhões de carteiras recolhidas no primeiro semestre do ano passado. As apreensões de armas cresceram 38,1%, passando de 84 para 116 unidades. E as de munições saltaram de 9 mil para 12,7 mil, uma alta de 40,7%.

Ainda foram apreendidos neste ano 56,4 mil unidades de medicamentos, bem mais que no ano passado, quando foram 39,9 mil unidades (lata de 41,4%).

Drogas
Neste primeiro semestre a PRF apreendeu 14,9 toneladas de drogas no Paraná. Mas o número ficou muito abaixo do período do ano passado, quando foram apreendidos mais de 26 toneladas de drogas diversas. Neste ano foram 13,7 toneladas de maconha, 906 quilos de cocaína e 308 quilos de crack. No ano passado foram 23,3 toneldas de maconha, 3 toneladas de cocaína e 294 quilos de crack.

A PRF ainda prendeu153 pessoas por tráfico neste ano e outras 133 por contrabando ou descaminho e ainda recuperou nos trechos de rodovias federais 296 veículos furtados ou roubados.

Comparativo das apreensões da PRF no Paraná

Apreensões

1º semestre 2018

1º semestre 2019

Variação

Carteiras de cigarro

8,3 milhões

11,8 milhões

42,2%

Armas

84

116

38,1%

Munições

9.012

12.679

40,7%

Unidades de medicamentos

39.921

56.462

41,4%

Pessoas presas por tráfico de drogas

146

153

4,8%

Pessoas presas por contrabando ou descaminho

138

133

-3,6%

Veículos recuperados

331

296

-10,6%

Toneladas de maconha

23,3

13,7

-41,2%

Quilos de cocaína

3.024

906,6

-70,0%

Quilos de crack

294,5

308,3

4,7%

Total de drogas

26,6 toneladas

14,9 toneladas

-44,0%

Fonte: PRF