Publicidade
Homicídio

Assassino da menina Rachel Genofre é transferido e já está em Curitiba

Rachel Genofre
Rachel Genofre (Foto: Reprodução)

O assassino confesso de Rachel Genofre foi transferido para Curitiba. Ele chegou nesta terça-feira (22) e foi levado para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa. Nesta quarta-feira (23), a delegada Camila Cecconello e o delegado Marcos Fontes irão fornecer detalhes referentes a desdobramento nas investigações do caso.

A Polícia Civil do Paraná interrogou o suspeito do crime que vitimou Rachel Genofre — então com 9 anos — ocorrido no dia 3 de novembro de 2008, no dia 24 de setembro. O homem estava preso na Penitenciária II, em Sorocaba (SP), em razão de outros crimes e, na época, confessou ter estuprado e em seguida matado a garota.

Inicialmente, o suspeito se negou a prestar esclarecimentos sobre o crime. Disse que só falaria em juízo. Entretanto, cedeu após ser informado pelas autoridades da Polícia Civil que a autoria do crime já havia sido confirmada através de confronto de material genético.

Rachel foi encontrada morta dentro de uma mala na Rodoviária de Curitiba em 2008. Durante todos estes anos o crime parecia insolúvel, até que o cruzamento de dados de bancos genéticos nacionais chegaram até o suspeito.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES