Publicidade
Funcionalismo

Assembleia retoma votação de reajuste à espera de decisão do governo

Assembleia retoma votação de reajuste à espera de decisão do governo
Plenário da Assembleia: projetos de reajuste para demais poderes voltam à pauta na expectativa de decisão do Executivo (Foto: Sandro Nascimento/Alep)

A Assembleia Legislativa retoma, amanhã, a votação de cinco projetos que prevêem reajuste de 2,76% para os servidores da própria Casa,  Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas, Ministério Público e Defensoria Pública, à espera de uma decisão do governo Cida Borghetti (PP) sobre a situação dos funcionários do Executivo. As propostas estavam prontas para serem votadas no último dia 11, mas foram retiradas de pauta para dar mais tempo para o governo negociar com a categoria, que está com os salários congelados desde 2016. 

Os servidores do Executivo cobram isonomia com os funcionários dos demais poderes. Deputados de oposição e do chamado "bloco independente", incluindo a bancada do PSD do deputado e pré-candidato ao governo, Ratinho Jr, anunciaram que não votaram o aumento para os funcionários do Legislativo, Judiciário, MP, TCE e Defensoria, se o governo não incluir também os funcionários do Executivo. Os servidores, por sua vez, prometem manter a vigília iniciada na semana passada, no Centro Cívico, para pressionar deputados e governo pela retomada da data-base da categoria, suspensa há dois anos pela gestão do ex-governador Beto Richa (PSDB).  

 

DESTAQUES DOS EDITORES