Na Vila Belmiro

Athletico consegue vitória histórica e está na semifinal da Copa do Brasil

Zé Ivaldo contra o Santos: autor do golaço da classificação
Zé Ivaldo contra o Santos: autor do golaço da classificação (Foto: Divulgação/Athletico.com.br/Gustavo Oliveira)

O Athletico Paranaense está na semifinal da Copa do Brasil 2021. A classificação ocorreu nessa terça-feira (dia 14) à noite, na Vila Belmiro, com a vitória por 1 a 0 sobre o Santos, na partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil. No jogo de ida, na Arena da Baixada, o time paranaense venceu por 1 a 0. Agora, o time paranaense vai enfrentar na semifinal o vencedor do duelo entre Grêmio e Flamengo.

O resultado representa um vitória histórica. Antes desse confronto, o Athletico só havia vencido o Santos uma vez na Vila Belmiro — foi pela Libertadores 2005. Nos demais 27 confrontos no local, foram 6 empates e 21 vitórias do time paulista.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Athletico.

COTAS
O Athletico já acumulou R$ 15,1 milhões de cotas na competição (R$ 1,7 milhão pela 3ª fase, R$ 2,7 milhões pelas oitavas, R$ 3,4 milhões pelas quartas e R$ 7,3 milhões pela semifinal). O vice recebe mais R$ 23 milhões e o campeão, mais R$ 56 milhões.

JEJUNS
O Athletico interrompeu uma série de 5 jogos sem vencer, com 3 derrotas e 2 empates. A série negativa provocou a saída do técnico António Oliveira. Sem ele, o time passou a ser comandado pelo diretor técnico Paulo Autuori.

Já o Santos está há 8 partidas sem vencer. A série negativa de 6 jogos provocou a saída do técnico Fernando Diniz. Fábio Carille foi contratado na semana passada e estreou com um empate com o Bahia, no último sábado.

ESCALAÇÃO DO ATHLETICO
As novas baixas no Athletico eram Jader (lesão), Léo Cittadini (Covid-19) e Guilherme Bissoli (já jogou pelo Cruzeiro nessa edição). O técnico Paulo Autuori decidiu mudar para o esquema tático 5-4-1 para defender e o 3-4-3 para atacar. Terans (esquerda) e Nikão (direita) jogaram abertos pelos lados do campo. Com essa formação, o zagueiro Zé Ivaldo entrou na vaga do volante Christian.

ESCALAÇÃO DO SANTOS
O Santos tinha 14 desfalques: Kaiky, John, Kevin Malthus, Sandry, Jobson, Luiz Felipe, Robson Reis, Madson, Léo Baptistão, Emiliano Velázquez, Danilo Boza, Moraes, Camacho e Jandrei. Fábio Carille armou o time no 4-2-3-1, com Marinho (direita), Pirani (centro) e Lucas Braga (esquerda) no setor ofensivo.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo foi equilibrado. O Athletico levou perigo em dois chutes de fora da área e criou grande chance em boa tabela de Abner com Terans, que acabou mal finalizada por Erick, aos 39 minutos. Fora isso, o time ficou bastante recuado e apresentou certa dificuldade na saída de bola. O Santos não conseguiu se impor e teve uma atuação razóavel. Só levou perigo em quatro jogadas. Os melhores momentos foram em dribles de Marinho e passes Carlos Sánchez.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou com ataques frequentes dos dois lados. Erick desperdiçou mais uma, já aos 40 segundos, e Richard salvou o Athletico em dois lances, na pequena área. Em seguida, aos 11, a primeira troca no time paranaense, com a entrada de Christian no lugar de Richard. Aos 23, entrou o ponta Pedro Rocha no lugar de Kayzer. Ao mesmo tempo, o Santos ficou mais ofensivo, com as entradas do ponta Marcos Guilherme (ex-Athletico) e do atacante Diego Tardelli nos lugares do lateral Pará e do volante Carlos Sánchez.

GOL DA CLASSIFICAÇÃO
O Santos partiu desesperado para o ataque, não conseguiu criar chances e ficou exposto. O Athletico aproveitou. Aos 31, Terans deu belo passe, mas Pedro Rocha desperdiçou na cara do gol. Aos 32, saiu o gol. Depois de escanteio, Abner ajeitou de cabeça e Zé Ivaldo acertou um belo chute no canto. Aos 37, cometeu falta violenta, levou o segundo amarelo e acabou expulso. Aos 41, o zagueiro Lucas Fasson entrou para fazer sua estreia, com a saída de Terans.

ESTATÍSTICAS
No total dos 90 minutos, o Athletico teve 13 finalizações (5 certas), 43% de posse de bola, 79% de eficiência nos passes e 23 faltas cometidas. Já o Santos somou 19 finalizações (7 certas), 57% de posse de bola, 86% de eficiência nos passes e 7 faltas cometidas. Os dados são do site Sofascore.

SANTOS 0x1 ATHLETICO
Santos: João Paulo; Pará (Marcos Guilherme), Vinícius Balieiro, Wagner Leonardo e Felipe Jonatan; Jean Mota; Carlos Sánchez (Diego Tardelli), Pirani, Marinho e Lucas Braga (Angelo); Raniel (Marcos Leonardo). Técnico: Fabio Carille
Athletico: Santos; Marcinho, Pedro Henrique, Thiago Heleno, Zé Ivaldo e Abner; Richard (Christian), Erick, Nikão e Terans (Lucas Fasson); Renato Kayzer (Pedro Rocha). Técnico: Paulo Autuori
Gol: Zé Ivaldo (33-2º)
Expulsão: Christian (37-2º)
Cartões amarelos: Richard, Christian, Erick, Abner (A).
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Local: Vila Belmiro, em Santos

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
3 - Erick toca para Kayzer, na meia-lua. Ele deixa a bola escapar e a zaga tira.
16 - Pirani invade a área e chuta sobre o gol.
17 - Terans cruza. Nikão domina na área e rola para Richard, que solta a bomba de fora da área. O goleiro espalma no canto.
19 - Terans chuta de fora da área. A bola vai ao lado.
23 - Felipe Jonatan cobra falta e cruza para a área. Marinho domina, finta Kayzer e chuta no alto. Santos faz boa defesa.
27 - Carlos Sánchez cruza. Raniel cabeceia perto.
39 - Abner tabela com Terans, recebe na área e rola para Erick. Na cara do gol, ele chuta para longe e perde gol feito.
46 – Erick cruza. A zaga tira mal. Terans pega rebote na área e chuta sobre o gol.

Segundo tempo
1 - Terans ajeita para Erick, na meia-lua. Ele chuta para fora.
5 - Raniel ganha de Pedro Henrique, invade a área, finta Thiago Heleno e rola para a pequena área. Richard salva.
6 - Pirani recebe na área e chuta no canto. Richard salva.
15 – Carlos Sánchez chuta de fora da área. A bola passa perto, ao lado.
31 – Lucas Braga chuta de fora da área e Santos segura.
32 – Terans dá belo passe, de cavadinha. Pedro Rocha sai na cara do gol e chuta em cima do goleiro.
33 – Gol do Athletico. Escanteio. Abner pega rebote e ajeita de cabeça para Zé Ivaldo, dentro da área. Ele acerta belo chute no canto.
48 – Marcos Guilherme cruza rasteiro. Na cara do gol, Marcos Leonardo chuta para fora e perde gol feito.