Sports Value

Athletico é o quinto clube mais valioso do Brasil, mostra estudo

Arena da Baixada: patrimônio do Athletico
Arena da Baixada: patrimônio do Athletico (Foto: Valquir Aureliano)

A aprovação da lei do clube-empresa (SAF) abriu espaço para a discussão sobre o valor dos principais clubes do Brasil. Critérios financeiros, que englobam direitos esportivos, jogadores, valor de marca além de outros ativos, são importantes nesse sistema de avaliação. Um estudo realizado pela consultoria Sports Value aponta que o Flamengo segue como o clube mais valioso do País, mas agora vê o Palmeiras como segundo colocado na lista à frente do Corinthians.

O Athletico Paranaense é o quinto maior do Brasil. O Coritiba em 17º lugar. Os demais paranaenses não figuram entre os 30 primeiros.

De uma maneira geral, se comparados os números de 2020 e 2021, os clubes brasileiros perderam cerca de 10% de valor de marcado. O Flamengo, por exemplo, teve um decréscimo de 6% e vale R$ 2,692 bilhões. O Palmeiras, por sua vez, fez um caminho diferente e aumentou 7% em sua cotação, chegando a R$ 2,194 bilhões. A consultoria ainda afirma que, quando o Allianz Parque for incorporado aos ativos - fato que ocorrerá apenas em 2044 -, o clube alviverde passará a ser o mais valioso do Brasil.

O estudo faz uma avaliação detalhada dos 30 principais times do futebol local e revela que Atlético Goianiense (111%) e Red Bull Bragantino (86%) foram os times que mais agregaram valor à sua cotação no mercado. O Cruzeiro, no entanto, fez o caminho inverso e perdeu 24% de seu valor e está avaliado em R$ 635 milhões.

Um dos argumentos mais utilizados ao longo do estudo diz respeito ao markentig das equipes. Entende-se que esse é um dos pontos fracos do clubes brasileiros, que precisam melhorar seu relacionamento com torcedores e explorar melhor suas marcas, principalmente no âmbito digital, envolvendo mídia, redes sociais e parcerias. As dívidas são outro fator importante na equação.

Somados, os clubes brasileiros devem cerca de R$ 12 bilhões. O Atlético-MG, que está em quarto lugar na lista, tem um débito de R$ 1 bilhão que faz seu valor líquido despencar. Se descontadas as dívidas operacionais, quem ganha destaque é o Athletico-PR, que deve R$ 205 milhões e passa a ocupar, assim, posição muito próxima à do Corinthians, que deveria apostar em seu grande potencial para receitas em patrocínios e marketing para gerar novas receitas.

O São Paulo aparece na sétima posição na lista, avaliado em cerca de R$ 1,72 bilhão. O estudo considera o clube do Morumbi uma das grandes potência e entende que, em breve, deve voltar a disputar o topo da lista. O Santos é apenas o 10º colocado e tem seu valor balizado principalmente em jogadores, necessitando, de acordo com a Sports Value, explorar principalmente sua marca no exterior.

Veja lista dos 30 clubes mais valiosos:
1 Flamengo - R$ 2,692 bilhões
2 Palmeiras - R$ 2,349 bilhões
3 Corinthians - R$ 2,278 bilhões
4 Atlético-MG - R$ 1,966 bilhão
5 Athletico-PR - R$ 1,785 bilhão
6 Internacional - R$ 1,718 bilhão
7 São Paulo - R$ 1,716 bilhão
8 Grêmio - R$ 1,5 bilhão
9 Fluminense - R$ 1,088 bilhão
10 Santos - R$ 967 milhões
11 Vasco - R$ 802 milhões
12 Red Bull Bragantino - R$ 692 milhões
13 Cruzeiro - R$ 635 milhões
14 Botafogo - R$ 511 milhões
15 Bahia - R$ 459 milhões
16 América-MG - R$ 402 milhões
17 Coritiba - R$ 396 milhões
18 Fortaleza - R$ 351 milhões
19 Sport - R$ 345 milhões
20 Atlético-GO - R$ 340 milhões
21 Guarani - R$ 300 milhões
22 Ponte Preta - R$ 297 milhões
23 Santa Cruz - R$ 295 milhões
24 Ceará - R$ 292 milhões
25 Náutico - R$ 287 milhões
26 Goiás - R$ 239 milhões
27 Paysandu - R$ 162 milhões
28 Cuiabá - R$ 161 milhões
29 Avaí - R$ 159 milhões
30 Vitória - R$ 155 milhões