Publicidade
Brasileirão

Athletico pifa na defesa, perde para o Flamengo e vê cair tabu na Arena

O Athletico pifou na defesa, entregou um gol para o Flamengo, levou outro no fim do jogo e acabou derrotado por 2 a 0 em plena Arena da Baixada, na tarde deste domingo (13). Os dois gols foram marcados por Bruno Henrique. O time paranaense, com isso, viu cair um tabu que durava 45 anos. A partida era válida pela 25ª rodada do Brasileirão.

Com o resultado, o Athletico ficou com 35 pontos, em 10º lugar. Já o Flamengo foi a 58 pontos, oito à frente do segundo colocado, o Palmeiras (50).  

O Athletico jamais havia perdido para o Flamengo na Arena da Baixada (desde 1999) em partidas pelo Campeonato Brasileiro. Em sua casa, o time paranaense foi derrotado pelos cariocas apenas uma vez, pela Copa Sul-Americana de 2011. Em Curitiba, o Furacão não perdia pelo Brasileirão desde 1974.

O primeiro gol saiu de um erro de passe na defesa. O goleiro Leo deu a bola para Wellington, dentro da área. Mas Bruno Henrique se antecipou, ficou com ela e marcou o único gol do jogo. Na etapa final, Bruno Henrique finalizou na pequena área, entre três jogadores do Athletico.

HISTÓRICO

Os dois times já haviam se enfrentado três vezes neste ano. Pelo Brasileirão, o Athletico foi derrotado por 3 a 2, com dois gols no fim do jogo. A partida foi a última queda do então técnico do Flamengo, Abel Braga, antes da chegada do atual treinador, Jorge Jesus. Na Copa do Brasil, os dois duelaram nas quartas de final e o Athletico levou a melhor, ao vencer nos pênaltis após dois empates em 1 a 1.

Desde que conseguiu o título da Copa do Brasil, em setembro, o Athletico ainda não havia perdido. Foram duas vitórias e três empates no período.

TREINADOR

Antes do jogo, o técnico Tiago Nunes foi ovacionado pela torcida do Athltico, que gritava "Fica, Tiago". Ele estaria na mira do Internacional, que na última semana demitiu o técnico Odair Hellmann. Questionado antes da partida, Nunes evitou comentar o assunto. “É um belo domingo de futebol”, afirmou ele.

TABELA

O Athletico volta a campo na próxima quinta-feira (17), quando enfrenta o Fluminense, no Maracanã. A partida, pela 26ª rodada, começa às 21 horas. O zagueiro Thiago Heleno e o atacante Rony, que levaram o terceiro cartão amarelo diante do Flamengo, cumprem suspensão na partida do Maracanã.

ESCALAÇÃO

Os dois times tinham desfalques por causa das seleções brasileiras. O Athletico não contava com o goleiro Santos e o volante Bruno Guimarães; o Flamengo estava sem o zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Gabigol. No time paranaense, outros desfalques eram os zagueiros Lucas Halter, Pedro Henrique e Robson Bambu, o lateral Jonathan e o meia Nikão, todos machucados. Tiago Nunes garantiu a escalação de Lucho Gonzalez, mas não a de Marco Ruben; Thonny Anderson foi mantido como atacante.

PRIMEIRO TEMPO

O Athletico iniciou o jogo com marcação avançada e pressão no adversário. Mas o Flamengo também. Tanto que conseguiu mais finalizações nos primeiros minutos. Aos 18 minutos, uma polêmica: o árbitro marcou pênalti de Léo Pereira em Lucas Silva. Mas acabou voltando atrás depois de ter visto o lance no monitor do árbitro de vídeo (VAR). Na central do apito, da TV Globo, o ex-árbitro Sandro Meira Ricci disse que houve pênalti e reprovou a decisão do árbitro. A partir daí, o time da casa também criou chances de marcar, mas parou no goleiro Diego Alves.

Mas o Athletico, em uma das falhas ao sair jogando na área, deu a bola para Bruno Henrique marcar 1 a 0, aos 45 minutos. Ao todo, o time paranaense perdeu quatro bolas perto de sua área na etapa. “A gente sempre saiu jogando, mas infelizmente não deu certo e acabaram fazendo o gol”, disse atacante Rony.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa final, Nunes trocou o lateral Márcio Azevedo por Adriano. Ao mesmo tempo, o Flamengo substituiu o lateral Rafinha. No primeiro tempo, ele havia sofrido um afundamento craniano, em choque de cabeça com Rony. Por isso, foi levado a um hospital para exames.

Nos primeiros 15 minutos, O Athletico criou três boas chances de gol. Aos 18, o meio-campista Lucho Gonzalez deu lugar ao atacante Marco Ruben. Com isso, Thonny Anderson passou a atuar como meia-atacante prlo lado direito, Cirino fincou centralizado e Leo Cittadini ficou mais recuado. Aos 27, Cirino deu lugar ao meia Everton Felipe.

Nos 15 minutos finais, o Athletico tentou pressionar, em busca do empate, mas esbarrou na defesa do Flamengo, que havia se fechado. E o time carioca fez o segundo gol aos 45 minutos, com Bruno Henrique.

ESTATÍSTICAS

Ao fim do jogo, o Athletico somou 8 finalizações (5 certas), 50% de posse de bola e 5 escanteios. O Flamengo obteve 7 finalizações (3 certas), 50% de posse de bola e 2 escanteios. Os números são do site Sofascore.

ATHLETICO 0 x 2 FLAMENGO
Athletico: Léo; Madson, Léo Pereira, Thiago Heleno e Márcio Azevedo (Adriano); Wellington e Lucho González (Marco Ruben); Marcelo Cirino (Everton Felipe), Léo Cittadini e Rony; Thonny Anderson. Técnico: Tiago Nunes

Flamengo: Diego Alves; Rafinha (João Lucas), Rhodolfo (Thuler), Pablo Marí e Renê; Willian Arão, Gerson, Lucas Silva (Piris da Mota), Everton Ribeiro e Vitinho; Bruno Henrique. Técnico: Jorge Jesus
Gols: Bruno Henrique (45-1º e 45-2º)
Cartões amarelos: Everton Ribeiro, Renê, Rony, Thuler, Leo Cittadini, Thiago Heleno, Vitinho
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Público: 25.473 (total)
Renda: R$ 1.326.180
Local: Arena da Baixada, domingo

 

LANCES DO JOGO

PRIMEIRO TEMPO

8 – Leo sai jogando errado. Wellington não consegue ficar com a bola. William Arão domina e arrisca direto a gol. Leo defende no canto

9 - Vitinho arrisca de longe. A bola sai rente à trave esquerda

16 - Rhodolfo vacila na defesa. Thonny Anderson entra na área e bate cruzado. Diego Alves salva

18 - Lucas Silva recebe pela direita e cai na área em disputa com Léo Pereira. O árbitro marca pênalti, mas volta atrás após consultar o VAR

25 - Vitinho cruza para a área. Bruno Henrique aparece sozinho, mas erra a bola na hora de cabecear

28 - Vitinho arrisca de longe. A bola sai à direita do goleiro

29 - Após escanteio, Thiago Heleno cabeceia para tentar encobrir Diego Alves. O goleiro faz grande defesa

36 - Leo intercepta um cruzamento e lança para Thonny Anderson, que avança em velocidade e cruza rasteiro. Diego Alves sai por baixo e corta

40 - Lucas Silva recebe de Rafinha e cruza. Vitinho, na pequena área, desvia para fora e perde grande chance

45 - Gol do Flamengo. Leo dá a bola na fogueira para Wellington. Bruno Henrique toma a bola, domina e fuzila

48 - Rony cruza da esquerda. Leo Cittadini cabeceia. Diego Alves pega

48 - Márcio Azevedo lança. Leo Cittadini toca de letra para Rony, que entra na área em velocidade e bate cruzado. Diego Alves defende

50 - Thiago Heleno perde a bola na defesa para Bruno Henrique, que entra na área. Madson salva na hora H

SEGUNDO TEMPO

3 - William Arão perde a bola na defesa. Thonny Anderson fica com ela e finaliza. Diego Alves faz outra boa defesa

4 - Rony passa por João Lucas e serve Thonny Anderson, que chuta colocado, mas para fora

13 - Após escanteio, Léo Pereira apanha uma bola rebatida, domina e finaliza, mas para fora.

32 - William Arão rouba bola no ataque e serve Bruno Henrique, que bate cruzado, mas para fora

35 - Thonny Anderson consegue cruzar da esquerda. Marco Ruben cabeceia com perigo, mas por cima do gol

45 - Gol do Flamengo. Everton Ribeiro toca para Renê, que cruza da esquerda. Bruno Henrique surge na pequena área e toca de letra para dentro

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES