Publicidade
Campeonato Paranaense

Athletico prega jogo de paciência para final contra o Toledo

Marquinho (de braçadeira), do Athletico: "O time está preparado"
Marquinho (de braçadeira), do Athletico: "O time está preparado" (Foto: Valquir Aureliano)

Paciência. Esse é o ponto principal que o Athletico prega para a decisão do título do Campeonato Paranaense, contra o Toledo. A partida final será neste domingo (21), às 16 horas, na Arena da Baixada.

Como perdeu o primeiro jogo por 1 a 0, em Toledo, o Athletico precisa de um trunfo por dois ou mais gols de diferença. Se vencer por um gol, o título será decidido nos pênaltis. O gol como visitante não é critério de desempate na competição.

 “Precisamos jogar de forma tranquila, sem afobação”, afirmou o atacante Jáderson, sobre a necessidade de o time fazer pelo menos dois gols. “Não podemos nos desesperar, porque será um jogo de paciência”, completou, ao site oficial do clube.

No primeiro jogo, o Toledo se fechou na defesa e assumidamente “jogou por uma bola” – quando o time cria apenas uma chance de gol e consegue marcar. “Não é a primeira vez que a gente pega um time fechado”, disse o meia-atacante Marquinho, em entrevista à RPC. “Tem que reverter em casa. O time está preparado para isso”.

Na Taça Dircey Krüger, o Athletico chegou a golear o Toledo por 8 a 2, mas dentro do clube da capital diz-se que o resultado foi atípico.

No Estadual, o Athletico está utilizando o time de aspirantes, comandados por Rafael Guanaes. O time principal, treinado por Tiago Nunes, dedica-se à Copa Libertadores – na próxima quarta-feira (24), enfrenta o Jorge Wilstermann na Bolívia – e ao Campeonato Brasileiro – a estreia será no próximo domingo (28), contra o Vasco, na Arena da Baixada.

O time provável para este domingo, no esquema 3-4-3, é Léo; Lucas Halter, Zé Ivaldo (Paulo André) e Éder; Khellven, Matheus Rossetto, Erick e Vitinho; Jáderson, Bergson e Marquinho.

DESTAQUES DOS EDITORES