Brasileirão

Athletico terá reforços para defender invencibilidade de 21 anos

Cocito: ele estava em campo na última derrota como mandante do Athletico para o Juventude
Cocito: ele estava em campo na última derrota como mandante do Athletico para o Juventude (Foto: Arquivo Bem Paraná/Washington Fidélis)

Você lembra como era o mundo em 2000? George Bush foi eleito para presidir os Estados Unidos, enquanto Fernando Henrique Cardoso partiu para o segundo ano do seu segundo mandato como presidente do Brasil. A Sony lançou o Playstation 2 e a Microsoft, o Windows ME. Na Olimpíada de Sydney, o australiano Ian Thorpe faturou três ouros na natação. E o Athletico ainda não tinha conquistado seu primeiro campeonato brasileiro.

Foi nesse longínquo ano de 2000 que o Athletico perdeu em casa pela última vez para o Juventude.

Neste sábado (dia 18), 21 anos depois, os dois times se reencontram na Arena da Baixada, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Há 21 anos, o Juventude venceu por 1 a 0, em Curitiba, com gol do zagueiro João Marcelo. O Athletico era comandado pelo técnico Artur Neto e contava com jogadores que marcaram história no clube, com o goleiro Flávio, o lateral-direito Luisinho Netto, o zagueiro Gustavo, o lateral-esquerdo Fabiano, os volantes Cocito e Kléberson e o centroavante Kléber Pereira. A equipe paranaense terminou a fase de grupos em 8º lugar e caiu nas oitavas de final, contra o Inter. Já o Juventude acabou em 21º lugar.

Brasileirão 2000 (Copa João Havelange), primeira fase
Athletico 0x1 Juventude, 16 de setembro de 2000
Athletico: Flávio, Luisinho Netto, Gustavo, Émerson e Fabiano; Cocito, Marcus Vinícius, Silvinho e Silas(Kléberson); Kléber Pereira e Lobatón. Técnico: Artur Neto
Juventude: Júlio César, Clairton, Marco Aurélio, Paulo César(Sidnei), João Marcelo e Edmílson; Marcelinho, Michel e Alex; Luciano Fonseca (Fábio Magrão) e Adriano (Wilson). Técnico: Roberval Davino.
Gol: João Marcelo (15-2º)
Expulsão: Edmílson
Local: Arena

FREGUESIA
Jogos entre Athletico e Juventude em Curitiba
Athletico 4x0 Juventude — Brasileirão 2007
Athletico 1x0 Juventude — Brasileirão 2006
Athletico 2x2 Juventude — Brasileirão 2005
Athletico 4x1 Juventude — Brasileirão 2004
Athletico 2x0 Juventude — Brasileirão 2003
Athletico 4x0 Juventude — Brasileirão 2002
Athletico 0x1 Juventude — Brasileirão 2000*
Athletico 2x0 Juventude — Copa Sul 1999
Athletico 0x0 Juventude — Brasileirão 1998
Athletico 3x1 Juventude — Brasileirão 1997
Athletico 2x2 Juventude — Série B 1994
Athletico 0x0 Juventude — Série B 1990
Athletico 5x0 Juventude — Série B 1990
Athletico 0x0 Juventude — Taça de Prata 80
Athletico 1x3 Juventude — Brasileirão 1978
*Copa João Havelange
Total: 8 vitórias do Athletico, 5 empates e 2 vitórias do Juventude

REFORÇOS
Para o confronto deste sábado, o técnico Paulo Autuori conta com reforços: os retornos do centroavante Bissoli e dos meio-campistas Nikão e Léo Cittadini. Bissoli não atuou contra o Santos, na última terça-feira, pela Copa do Brasil, porque já havia jogado pelo Cruzeiro nessa edição. Cittadini volta após isolamento por testar positivo para Covid-19. Nikão atuou contra o Santos, mas volta a jogar no Brasileirão após cumprir suspensão – ele não jogou na derrota para o América-MG.

Depois de enfrentar o Juventude, o Athletico só volta a jogar na quinta-feira (dia 23), quando enfrenta o Peñarol, no Uruguai, pela semifinal da Copa Sul-Americana.

Com isso, é provável que Autuori use força máxima neste sábado. Uma possível escalação, no esquema tático 4-2-3-1, seria: Santos; Marcinho, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard e Erick (Christian); Nikão, Terans e Pedro Rocha; Bissoli.

O meia Jader sofre lesão no tornozelo e dificilmente estará recuperado até sábado. Ele vinha jogando como extremo, aberto pelo lado esquerdo.