Brasileirão

Athletico trata clássico com ‘mais um jogo’ e prega atitude

O zagueiro Pedro Henrique, do Athletico
O zagueiro Pedro Henrique, do Athletico (Foto: José Tramontin / site oficial do Athletico)

O Athletico pega o Coritiba neste domingo (19), às 16 horas, no Couto Pereira, em Curitiba. Alheio à turbulência no rival, o Furacão trata o clássico como “mais um jogo”, mas prega atitude – até porque não venceu nenhum clássico contra o time do Alto da Glória neste ano.

Em três clássicos Atletiba até agora neste ano, o Athletico empatou dois e perdeu um, todos pelo Campeonato Paranaense. A derrota em questão foi dolorosa, porque foi dentro da Arena da Baixada, e de virada – o jogo terminou 2 a 1. Além disso, ocorreu na semifinal do Estadual deste ano, e o Furação não conseguiu reverter fora de casa. Com isso, ficou de fora da disputa pelo título, enquanto o Coritiba arrancou dali para a conqusta do Estadual.

“(A derrota em clássicos) Passa pela nossa atitude, nos outros jogos não tivemos atitude. Com o professor Felipão, temos atitude”, disse o zagueiro Pedro Henrique, do Athletico. “Se quiser sonhar com título, tem que passar por dificuldades como essas e vencer o jogo lá”. Segundo o zagueiro, clássico não tem favorito. “O que tem que ter é força de vontade dentro de camp. Esperamos vencer na casa deles”.

Treinador do Athletico, Luiz Felipe Scolari deu declarações afirmando que se trata de um jogo como outro qualquer no Brasileirão. “Vamos jogar pelos três pontos, mas são os mesmos três pontos de contra o Corinthians, Cuiabá, Fortaleza. É clássico para as torcidas. Para nós, são três pontos”, disse ele, na quarta-feira, após o empate em 1 a 1 com o Corinthians.

Para este domingo, Felipão não poderá contar com o lateral-esquerdo Abner (que levou o terceiro cartão amarelo) e com o volante Hugo Moura (expulso diante do Corinthians). Na lateral, ele pode utilizar Pedrinho (atacante de origem, mas que também joga por ali) um improvisar o zagueiro Nico Hernandez, com Matheus Felipe na zaga). O substituto de Hugo Moura deve ser Erick. Assim, o time titular deve ter Bento; Khellven, Pedro Henrique, Nico Hernandez e Pedrinho (Matheus Felipe); Erick e Matheus Fernandes; Marcelo Cirino, Terans e Cuello; Pablo.