Brasileirão

Athletico vence o pior mandante, sobe na tabela e sonha com a Libertadores

Renato Kayzer comemora gol sobre o Botafogo
Renato Kayzer comemora gol sobre o Botafogo (Foto: Divulgação/Athletico.com.br/Fabio Wosniak)

O Athletico Paranaense venceu por 2 a 0 o Botafogo, nessa quarta-feira (dia 6), no Engenhão, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense subiu para 11º lugar, com 37 pontos. A equipe carioca está na 19ª posição, com 23 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

Com o placar, o Athletico fica sete pontos abaixo do G6 – o grupo dos seis classificados para a Copa Libertadores 2021. O G6 pode virar G7, caso o campeão da Copa do Brasil termine entre os seis primeiros da Série A. Grêmio (4º colocado) e Palmeiras (6º) fazem a final da competição. E o G7 pode virar G8 com Palmeiras ou Santos conquistando a Libertadores - e permanecendo entre os seis da Série A.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Athletico.

FASES
Com a chegada do técnico Paulo Autuori, o Athletico embalou no campeonato. Tem a quarta melhor campanha do returno (6 vitórias, 0 empate e 3 derrotas). O time carioca é o segundo pior do returno (1 vitória, 0 empate e 8 derrotas).

O Botafogo é o pior mandante do Brasileirão, com 2 vitórias, 5 empates e 8 derrotas em casa. O time carioca também tem a pior série como mandante da competição: 5 derrotas seguidas em casa e 7 partidas sem vencer nos seus domínios.

ARTILHEIROS
O centroavante Renato Kayzer é o artilheiro do Athletico no Brasileirão, com 6 gols em 18 jogos. O goleador do clube na temporada 2020/21 é Bissoli, com 9 gols em 26 partidas.

ESCALAÇÃO
O técnico Paulo Autuori contou com todos os jogadores que participaram da partida anterior e repetiu a escalação. As únicas baixas eram Márcio Azevedo e Erick, que já estavam lesionados na rodada anterior. O esquema tático 4-2-3-1 foi mantido, com Nikão centralizado entre os extremos Carlos Eduardo e Léo Cittadini. O Botafogo contou com as voltas de Bruno Nazário (recuperado da Covid-19) e de Kalou.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo foi equilibrado na maior parte do tempo. O Botafogo criou cinco chances para marcar e desperdiçou todas (três com Kalou e duas com Pedro Raul). O Athletico só teve duas oportunidades: acertou uma na trave com Kayzer, após escanteio de Christian, e fez o gol aos 30, após boa jogada de Nikão, cruzamento de Carlos Eduardo e finalização de Kayzer.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou com gol. Aos 2 minutos, Kayzer lançou para a área, Victor Luis cortou mal e Cittadini ficou livre para chutar no canto: 2 a 0. Depois do gol, o Botafogo passou a abusar dos cruzamentos para a área. A defesa do Athletico levou a melhor nesse duelo e começou bons contra-ataques. Aos 21, Autuori tirou o volante Christian e colocou o zagueiro Felipe Aguilar. Aos 29, entraram Alvarado e Reinaldo. O time paranaense anulou as principais jogadas do adversário e passou a administrar o placar. Aos 35, entraram Canesin e Khellven.

ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Athletico somou 8 finalizações (4 certas e 1 na trave), 40% de posse de bola, 79% de acerto nos passes e 3 escanteios. O Botafogo obteve 23 finalizações (7 certas), 88% de posse de bola, 65% de acerto passes e 1 escanteios. Os números são do site Sofascore.

BOTAFOGO 0x2 ATHLETICO
Botafogo: Diego Cavalieri; Kevin (Barrandeguy), Benevenuto, Kanu e Victor Luis; Zé Welison (Cesinha), Caio Alexandre e Cícero (Matheus Babi); Bruno Nazário (Lecaros), Kalou (Rhuan) e Pedro Raul. Técnico: Eduardo Barroca
Athletico: Santos; Jonathan (Khellven), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard (Alvarado) e Christian (Felipe Aguilar); Léo Cittadini, Nikão (Canesin) e Carlos Eduardo (Reinaldo); Renato Kayzer. Técnico: Paulo Autuori
Gols: Kayzer (30-1º) e Cittadini (2-2º)
Cartões amarelos: Nikão, Renato Kayzer (A). Benevenuto, Matheus Babi, Caio Alexandre (B).
Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Local: Engenhão, no Rio, às 19h15

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
12 – Escanteio. Christian cruza. Richard desvia na 1ª trave. Renato Kayzer cabeceia e acerta a bola na trave.
14 - Bruno Nazário lança Kalou, que invade a área, finta Jonathan e, na cara do gol, chuta sobre o gol.
30 - Gol do Athletico. Nikão enfia. Carlos Eduardo recebe na ponta-direita e cruza rasteiro. Livre na cara do gol, Kayzer chuta no canto.
33 - Falta no meio-campo. Bruno Nazário lança para a área. Kalou fica livre na cara do gol, escorrega e chuta para fora.
39 - Abner cruza rasteiro. A zaga tira antes que Cittadini finalize.
41 - Falta na esquerda. Bruno Nazário cruza para a segunda trave. Kalou fica livre, mas chuta para fora.
42 – Pedro Raul avança e chuta de fora da área. A bola vai sobre o gol.
44 - Kevin enfia. A bola desvia em Abner e Pedro Raul fica livre, na cara do gol. Ele chuta fraco e Santos defende fácil.

Segundo tempo
2 - Gol do Athletico. Kayzer avança pela ponta-esquerda e lança para a área. Victor Luis corta mal e a bola sobra limpa para Cittadini chutar no canto.
9 - Victor Luis cruza. Pedro Raul cabeceia quase no centro. Santos defende.
10 - Kayzer rola para Cittadini, que chuta cruzado. O goleiro manda para escanteio.
17 - Kevin cruza. Pedro Raul cabeceia no alto. Santos segura.
28 - Lecaros chuta de fora da área. Santos defende.
39 – Reinaldo rouba a bola no ataque, invade a área e chuta em cima do goleiro.
47 - Pedro Raul cabeceia. Santos faz grande defesa.