Copa do Brasil

Athletico x Atlético-GO: escalações, onde assistir, 'freguesia' e premiação

Richard: ele volta após isolamento por Covid-19
Richard: ele volta após isolamento por Covid-19 (Foto: Divulgação/Athletico.com.br/Gustavo Oliveira)

O Athletico Paranaense enfrenta o Atlético Goianiense nesta quarta-feira (dia 28) às 16h30 na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O jogo de volta será na quarta-feira da próxima semana, dia 4 de agosto, em Goiânia. O gol como visitante não é critério de desempate.

O jogo será transmitido pelo Sportv e pelo Premiere.

FREGUESIA
O Atlético-GO é 'freguês' do Furacão. No milênio, o time goiano só venceu um dos 11 duelos contra a equipe paranaense – foi em 2007, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, por 3 a 1. E a vitória acabou não rendendo a vaga. Na partida de volta, uma semana depois, o Athletico ganhou por 2 a 0, com gols do centroavante Alex Mineiro e do lateral-direito Jancarlos, e avançou às quartas de final no critério do gol como visitante.

Nos 11 duelos entre os dois clubes nesse milênio, o Athletico venceu oito e empatou dois. A única derrota foi aquela em 2007. Todos os jogos foram pelo Brasileirão, com exceção daquelas duas partidas pela Copa do Brasil de 2007.

PREMIAÇÃO
O Athletico já acumulou R$ 4,4 milhões na edição 2021 (R$ 1,7 milhão pela terceira fase e R$ 2,7 milhões pelas oitavas). A cota sobe para R$ 3,4 nas quartas e R$ 7,3 milhões na semifinal. O vice recebe mais R$ 23 milhões e o campeão, mais R$ 56 milhões. O time paranaense entrou direto na 3ª fase por ser o 9º colocad do Brasileirão 2020.

O Atlético-GO disputa a edição 2021 por ter vencido o Campeonato Goiano de 2020. Nas fases anteriores, eliminou Galvez (AC), Joinville (SC) e Corinthians.

ESCALAÇÃO DO ATHLETICO
O Athletico não terá o centroavante Matheus Babi. Ele já era desfalque por ter atuado pelo Botafogo na edição 2021 e, com isso, não pode defender outra equipe na competição. Além disso, sofreu uma lesão no joelho e só volta a jogar em 2022. Outras baixas são o goleiro Santos e o lateral-esquerdo Abner, que estão com a seleção olímpica em Tóquio. O zagueiro Lucas Halter, lesionado, é outro que só volta a jogar em 2022.

A vaga de Matheus Babi deve ficar com Renato Kayzer. O desgaste físico excessivo pode provocar outras alterações na escalação. O volante Richard retorna após isolamento por Covid-19. A dúvida é se ele terá condições físicas para atuar por 90 minutos, após duas semanas sem treinar com o grupo.

O meia Jadson ficou fora da relação de convocados, por opção da comissão técnica. A novidade é o meia Denner.

RELACIONADOS
Goleiros: Anderson, Bento
Laterais: Khellven, Marcinho, Márcio Azevedo e Nicolas
Zagueiros: Luan Patrick, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Zé Ivaldo
Volantes: Christian, Erick, Richard
Médios: Léo Cittadini
Meias: Denner, Fernando Canesin
Pontas/extremos: Carlos Eduardo, Jáderson, Nikão, Vitinho
Meia-atacante: David Terans
Centroavantes: Renato Kayzer, Vinicius Mingotti

ESCALAÇÃO DO ATLÉTICO-GO
O técnico Eduardo Barroca (ex-Coritiba) terá no Atlético-GO as voltas do zagueiro Éder (26 anos, ex-Athletico e Bahia) e o volante Willian Maranhão. O desfalque é o zagueiro Wanderson (30 anos, ex-Athletico), que já disputou a edição 2021 pelo Fortaleza. O lateral-esquerdo Igor Cariús (28 anos, ex-Paraná Clube) e o meia João Paulo (31 anos, ex-Paraná Clube) seguem fora, em recuperação.

O artilheiro do time goiano em 2021 é o centroavante Zé Roberto (27 anos, ex-Bahia e São Bento), com 11 gols em 29 jogos.

ATHLETICO x ATLÉTICO-GO
Athletico: Bento; Marcinho, Thiago Heleno, Pedro Henrique e Nicolas; Richard e Christian (Léo Cittadini); Nikão, Terans e Vitinho; Renato Kayzer. Técnico: António Oliveira
Atlético-GO: Fernando Miguel; Dudu, Oliveira, Éder, Natanael; Willian Maranhão (André Lima), Gabriel Baralhas, Marlon Freitas; André Luís (Ronald), Janderson, Zé Roberto. Técnico: Eduardo Barroca
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Local: Arena da Baixada, hoje às 16h30
TV: Premiere e Sportv