Brasileirão

Athletico x Juventude: onde assistir, escalações e ‘virada de chavinha’

Nikão (de preto): retorno
Nikão (de preto): retorno (Foto: José Tramontin / site oficial do Athletico)

O Athletico enfrenta o Juventude neste sábado (18), às 18h45, na Arena da Baixada. A partida é válida pela 21ª rodada do Brasileirão, competição na qual o time paranaense não consegue uma vitória há quase dois meses.

A partida será transmitida pela TNT, menos para o estado do Paraná.

CHAVINHA

No jargão boleiro, “virar a chavinha” ´é um termo para quando a equipe tem que focar em jogos de competições diferentes, um em seguida do outro. O Athletico disputa o Brasileirão, a Copa do Brasil, a Copa Sul-Americana e, até recentemente, o Campeonato Paranaense – foi eliminado pelo FC Cascavel.

Na Sul-Americana, o Furacão terá na próxima quinta-feira (23) o confronto das semifinais, contra o Peñarol (Uruguai). Na Copa do Brasil, o time eliminou o Santos na última semana, ao vencer por 1 a 0 na última terça-feira (14). E avançou para as semifinais, contra o Flamengo. Ou seja, a agenda do Furacão tem jogos por três competições diferentes num espaço de 10 dias.

TABELA

No Brasileirão, contudo, a situação é diferente. O Athletico acumula sete jogos sem vitórias, sendo seis derrotas (cinco delas seguidas) e um empate, sem gols, contra o Sport. A última vitória foi em 25 de julho: 2 a 1 sobre o Internacional, na Arena da Baixada. O time paranaense ocupa a 11ª posição no Brasileirão, com 24 pontos – três a mais que o América-MG, que abre a zona de rebaixamento.

ESCALAÇÃO DO ATHLETICO

Se por um lado há a preocupação com a Sul-Americana, por outro há a preocupação com a posição do Athletico no Brasileirão. Tanto que Paulo Autuori – que assumiu o comando técnico, após a saída de António Oliveira – mantém o mistério sobre poupar jogadores para este sábado ou sobre usar força máxima. Os jogadores que têm chance de “dar uma refrescada”, como Autuori gosta de dizer, seriam os zagueiros Thiago Heleno e Pedro Henrique e o volante Richard.

No primeiro caso, o time entraria num 3-4-3, com Santos no gol; Zé Ivaldo, Lucas Fasson e Nicolas na zaga, Marcinho e Abner nas laterais, Christian e Erick de meias-centrais e Nikão, Bissoli e Terans no ataque. Se a opção for a força máxima, o time vai num 4-2-3-1, com Santos; Marcinho, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard e Erick; Nikão, Terans e Pedro Rocha; Bissoli.

ESCALAÇÃO DO JUVENTUDE

O Juventude não vence o Athletico na Arena da Baixada desde o ano 2000. Para este sábado, o técnico Marquinhos Santos (ex-Coritiba) perdeu o meia Wagner, lesionado. Chico e Wescley disputam a posição. O lateral-esquerdo William Matheus (ex-Coritiba) e o atacante Sorriso levaram o terceiro amarelo na última partida e cumprem suspensão. O time gaúcho está e 14º lugar no Brasileirão, com 23 pontos.

ATHLETICO x JUVENTUDE

Athletico: Santos; Marcinho, Pedro Henrique (Zé Ivaldo), Thiago Heleno (Lucas Fasson) e Abner; Richard (Christian) e Erick; Nikão, Terans e Pedro Rocha (Nicolas); Bissoli. Técnico: Paulo Autuori
Juventude: Marcelo Carné; Paulo Henrique (Michel Macedo), Vitor Mendes, Quintero e Rafael Forster (Alysson); Dawhan, Matheus Jesus (Jadson), Guilherme Castilho e Chico (Wescley); Paulinho Boia e Ricardo Bueno. Técnico: Marquinhos Santos.
Árbitro:
Local: Arena da Baixada, em Curitiba, sábado, às 18h45