Publicidade
Corpo

Atividades físicas não devem tirar 'férias'

(Foto: Divulgação)

Quem gosta de tirar um período para descansar e deixar de lado também a prática de atividade física pode sair no prejuízo. A ausência de exercícios durante as férias pode fazer com que toda a conquista pelo corpo ao longo do ano seja perdida facilmente.

Segundo o professor da Companhia Athletica Curitiba, Rafael Torres, é muito mais fácil destruir o condicionamento físico do que construí-lo. “Treino, descanso e alimentação são essenciais para desenvolver o condicionamento físico. O corpo humano tem uma “lentidão” quando se trata em aprimorá-lo. Quando uma dessas três atividades é falha, o processo não é concluído com perfeição, demorando ainda mais para o corpo conquistar um objetivo”, explica. “O corpo percebe que não existe mais o estímulo, deixa de manter aquilo que foi conquistado por não estar utilizando, para se poupar”. Na opinião do professor, é como se o corpo pensasse: “Não estou recebendo estímulo, então não tem o porquê de eu continuar forte”.

De acordo com Rafael, uma semana sem praticar nenhuma atividade física pode equivaler a duas ou três semanas de treino realizado. Ou ainda, para exemplificar melhor, o que um aluno constrói em um ano de treino, em apenas um mês sem exercícios já é possível que ele perca cerca de 30% da capacidade total, principalmente em força muscular. “Tudo depende da frequência da prática física realizada por uma pessoa. Um aluno que frequenta a academia duas vezes na semana, tem o desenvolvimento do condicionamento mais “lento” do que uma pessoa que tem uma frequência semanal de cinco vezes, por exemplo.”, comenta.

Existem exercícios físicos que podem ser praticados em qualquer lugar e é uma boa saída para fazer nas férias. A dica do professor é utilizar o próprio peso corporal com o chamado HIIT, o treinamento intervalado de alta intensidade (High Intensity Interval Training) conhecido por envolver episódios curtos de exercícios de alta intensidade, seguidos por um curto período de descanso e que resultam no alto gasto calórico e num condicionamento físico eficaz. “O HIIT é uma boa escolha, principalmente para as pessoas que não querem ficar muito tempo treinando nas férias, pelo fato de não se utilizar um tempo de treino muito grande. Bastam apenas 5 a 10 minutos e a pessoa já consegue realizar uma sessão de treino bem eficiente”.

No retorno às atividades, também é preciso prestar atenção e tomar alguns cuidados. Segundo o professor, o tempo médio para um corpo voltar a entrar no ritmo é em torno de três semanas. “A pessoa tem que ter em mente que quando está voltando de uma rotina sem treinos, é preciso retornar com cautela, diminuindo a intensidade da atividade para que o corpo volte à condição anterior sem lesões”.

DESTAQUES DOS EDITORES