Atlético-PR

Atlético-MG e Cruzeiro tentam contratação de Marcos Guilherme

Marcos Guilherme
Marcos Guilherme (Foto: Geraldo Bubniak)

NAPOLEÃO DE ALMEIDA E THIAGO FERNANDES

CURITIBA, PR, E BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - De volta ao Atlético-PR após a passagem pelo São Paulo, Marcos Guilherme se tornou objeto de desejo dos clubes de Minas Gerais. Atlético-MG e Cruzeiro fizeram consulta ao estafe do atleta para tentar um acordo, mas esbarram no que é pedido pelos paranaenses.

A dupla de Belo Horizonte entrou em contato com representantes do atacante para saber as condições de um possível negócio. Contudo, não aceita pagar o que é pedido pelo clube rubro-negro —3 milhões de euros (R$ 13,1 mi) por 50% dos direitos econômicos, sem receber outros atletas no negócio.

Sem dinheiro em caixa, os times de Belo Horizonte já informaram ao estafe de Marcos Guilherme que aceitam fazer negócio. Entretanto, só conseguiriam atender parte das exigências. A ideia de ambos é envolver jogadores para um acerto.

No caso do Cruzeiro, existe a possibilidade de contar com um investidor para a compra do atleta. Como ele tem apenas 22 anos, o Cruzeiro contaria com um parceiro para viabilizar o acordo. O Banco BMG e o conselheiro Pedro Lourenço, proprietário de uma rede de supermercados, têm atuado como mecenas da equipe em 2018.

O Atlético-MG, por sua vez, busca outras alternativas para reforçar o setor. Alexandre Gallo, diretor de futebol, está na Europa, onde tenta a liberação de Bruno César e busca acordo com o costarriquenho Bryan Ruiz. Ele ainda pode ir atrás de outros nomes no Velho Continente.

Como o Atlético-PR segue irredutível, os clubes mineiros nem sequer entraram em contato com a cúpula paranaense, liderada por Mário Celso Petraglia. A procura se limitou ao estafe do jogador. Eles prometeram um novo contato em caso de confecção de proposta.

O pedido dos rubro-negros faz com que o seu estafe vislumbre uma mudança para o exterior. Há procura de clubes da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes pelo jogador de 22 anos. Marcos Guilherme e seus empresários aguardam a abertura da janela de transferências da Europa para buscar novas propostas.

Marcos Guilherme defendeu as cores do São Paulo por empréstimo durante um ano. No Morumbi, ele fez 49 jogos e marcou nove gols. A sua despedida ocorreu no revés por 3 a 1 para o Palmeiras, em jogo válido pela nona rodada do Brasileirão, no Allianz Parque.