Publicidade
Brasileirão 2014

Atlético tenta repetir recorde de invencibilidade

Time conseguiu a maior série invicta do Campeonato Brasileiro do ano passado e agora já começa a igualar a marca
Atlético tenta repetir recorde de invencibilidade

O Atlético-PR tenta no domingo alcançar a quarta vitória consecutiva e completar oito jogos seguidos de invencibilidade. O jogo será na Arena da Baixada, sem torcida, contra o Fluminense. A série de resultados do Furacão é a melhor do Campeonato Brasileiro de 2014, entre todos os 20 participantes. A segunda maior invencibilidade – seis jogos – é do Corinthians. O Inter também chegou a alcançar essa marca no início da competição.

No Brasileirão 2013, o Atlético também teve o recorde de invencibilidade daquela edição do torneio, com 13 partidas sem perder – entre julho e setembro, da 8ª à 20ª rodada, todas sob o comando do técnivo Vagner Mancini. O campeão de 2013, o Cruzeiro, chegou no máximo a 12 jogos seguidos de invencibilidade na edição do ano passado.
As séries de 2013 e 2014, porém, ainda estão longes dos recordes históricos. A maior invencibilidade do Atlético no Brasileirão ocorreu em 2004, quando foi vice-campeão: ficou 18 partidas sem perder, todas sob o comando do técnico Levir Culpi. A maior série entre todos os clubes é do Botafogo, com 42 jogos entre 1977 a 1978. Contando apenas uma edição, a melhor marca é da mesma equipe: o Botafogo de 1978, com 24 partidas.
A maior sequência de vitórias do Atlético no Brasileirão ocorreu em 1998, com seis vitórias, todas com o técnico João Carlos Costa. O time lutou apenas contra o rebaixamento e acabou em 16º lugar.
Entre todos os clubes, a maior sequência de vitórias da história do Brasileirão pertence ao Guarani, campeão de 1978, com 11.

Na Arena

Escalação
O técnico Doriva afirmou que pretende repetir a escalação na próxima partida, domingo contra o Fluminense, na Arena da Baixada.
Com isso, ele manterá o esquema tático 4-3-3, com Marcelo, Douglas Coutinho e Ederson no ataque.
Caso mude de ideia até domingo, ele pode retornar ao 4-4-2, trocando um dos atacantes pelo meia Bady.
A novidade no banco de reservas pode ser o atacante Dellatorre, que teve sua documentação regularizada. Ele retornou de empréstimo ao QPR, da Inglaterra. O jogador foi titular do time em 2013, na campanha que rendeu vaga na Copa Libertadores 2014.

DESTAQUES DOS EDITORES