Curitiba de Graça

Atrações natalinas e Festival de Morretes são destaques culturais da semana

Árvore de Natal instalada no ano passado no calçadão da Rua XV de Novembro.
Árvore de Natal instalada no ano passado no calçadão da Rua XV de Novembro. (Foto: Daniel Castellano/SMCS)

Confira as dicas do Curitiba de Graça para o Bem Paraná

Depois do sucesso em 2019, a FLIMO – Festa Literária de Morretes volta para uma nova edição, desta vez pelo YouTube, que inicia nesta terça-feira 24, e vai até o dia 29. Outra programação que já iniciou na cidade e ganha força nas próximas semanas é a natalina. Confira as dicas culturais para a semana.

Boa leitura!


Então, é Natal!

Crédito: Lucilia Guimarães / SMCS

Legenda: Nesta segunda começam a funcionar as tradicionais feiras de Natal.

Como todos os outros eventos que precisaram ser adaptados por causa da pandemia da covid-19, o Natal de Curitiba deste ano, promovido pela prefeitura, também terá uma programação com atrações diferenciadas, que seguem até o dia 23 de dezembro.

Ontem (22/11), teve a estreia do concerto luminoso da Estufa e da Árvore da Vida do Jardim Botânico. Hoje (23/11) serão abertas as tradicionais feiras de Natal das praças Osório e Santos Andrade. Neste ano, ainda haverá um terceiro ponto com venda de produtos natalinos no Mercado Municipal.

Na quinta-feira (25/11), a Vila de Natal Electrolux, que nas edições anteriores ocorreu na Praça Santos Andrade, chega ao Parque Tanguá, onde será instalada uma árvore de 18 metros de altura, que parece flutuar sobre um dos espelhos d’água do Jardim Poty Lazzarotto, um belvedere com iluminação cenográfica e acontecerão shows de luzes.

Já na sexta-feira (27/11), estreia uma das novidades do Natal de Curitiba 2020: a Experiência de Natal no Parque Barigui, um espetáculo em formato drive thru em que o público percorrerá estações com apresentações de coral virtual, banda de Noéis e cenas natalinas. Para quem não possui carro, será disponibilizado um ônibus.

Confira a programação completa, aqui: https://curitibadegraca.com.br/espetaculos-drive-thru-e-concertos-luminosos-estao-entre-as-atracoes-do-natal-de-curitiba/?fbclid=IwAR2oyiGtOApH8ASczx1gjcr7oCMWG_Af2PjF3MT9XPCD--MuxtDUN9R4JG8 


FLIMO On-line

Crédito: Reprodução

Legenda: Primeira edição da FLIMO aconteceu em 2019.

Neste ano, devido à pandemia, a Festa Literária de Morretes ocorrerá em plataforma digital, que pode ser acessada aqui: https://www.youtube.com/channel/UCLsybWIeRvoGMD4299nTdXA dos dias 24 a 29 de novembro. Entre os temas discutidos está o conceito de “casa” e suas diferentes interpretações. A programação reúne conteúdos especiais para educadores, mesas de debate e performance musical com a cantora Raissa Fayet, além de discussões com autores nacionais, internacionais e personalidades referência nos mais diversos segmentos.

Confira a programação:

MESAS: Em “CASA”, cada encontro é um (in) cômodo
#SALA
24 de novembro, 20h
Ser-Estar no Mundo: Narrativas Pós-Coloniais e Existências Decoloniais Na Construção de Outros Imaginários
com Aparecida de Jesus Ferreira e Anna Beatriz Paula
Mediação: Patricia Meyer

#GARAGEM
25 de novembro, 20h
Com que e com quem a masculinidade anda de mãos dadas?
Com JJ Bola
Mediação: André Luiz Costa

#QUARTINHO DA BAGUNÇA
26 de novembro, 20h
De repente do riso fez-se o grito: o (hu)mor salva?
Com Livia La gatto e Noemia Oliveira
Mediação: Dalvinha Brandão

#QUARTO
28 de novembro, 10h
Os saberes da terra e da água: as narrativas orais e o registro das histórias de quem veio antes
Com Lais Araujo, Bianca Seviciuc, Isadora Carneiro e Mayara Boaretto
Mediação: Audrey Farrah

#PORÃO
29 de novembro, 15h
O fio da novela Ângela Diniz e o resgate das histórias de sempre por outras narradoras
Com Branca Vianna
Mediação: Marion Bach

#QUINTAL
29 de novembro, 17h
Casa de quem? A terra maiúscula e as letras miúdas do capitalismo
Com Giovana Madalosso, Gustavo Caboco e Julie Dorrico
Mediação: Letícia Leite
 


CONEXÃO ESCOLA: SALA DE AULA NA SALA DE CASA

24 de novembro, 14h
A filosofia do cotidiano: saber crítico e ignorância

Com Marcia Tiburi

24 de novembro, 16h
É marica a América? Existências não-normativas, sexualidade
e gênero
Com Francisco Mallman

25 de novembro, 14h
A ancestralidade do saber: tranças e legados da cultura
Com Allan DA Rosa

25 de novembro, 16h
Línguas cortadas: violência e racismo das portas pra dentro
Com Itamar Vieira Junior

26 de novembro, 14h
Onde estivestes em casa, a Clarice segundo Simone Paulino
Com Simone Paulino

26 de novembro, 16h
As narrativas orais e periféricas como novo centro da literatura
Com Kenni Rogers


Cientistas negras

Na sexta-feira, 20 de novembro, foi o Dia da Consciência Negra. Na data, professoras e estudantes da Universidade Federal do Paraná, que integram a equipe do Projeto de Extensão “Meninas e Mulheres nas Ciências”, lançaram o livro de passatempos “Cientistas Negras: Brasileiras – Volume 1”, que está disponível gratuitamente para download. O objetivo é divulgar o protagonismo das cientistas negras brasileiras, impulsionando a educação e divulgação científica em uma perspectiva descolonizadora e humanizadora. No primeiro volume, são contadas as trajetórias de 14 cientistas negras brasileiras de diferentes campos de conhecimento, por meio de atividades lúdicas, como caça-palavras, palavras cruzadas e desenhos para colorir.
Para fazer download, acesse:
https://meninasemulheresnascienciasufpr.blogspot.com/2020/11/livro-cientistas-negras-brasileiras.html
Ainda em lembrança à data, a Coordenadoria de Cultura da UFPR apresenta até o dia 30 de novembro, uma série de shows que trarão reflexões e debate que, em 2020, ganha fôlego maior com o lema “Existir, Ocupar, Resistir e Inspirar” do movimento Negritudes UFPR. Até o final do mês, diariamente, serão disponibilizados outros vídeos, sempre às 19h no 
https://www.youtube.com/channel/UCPwHko2urb-HY13k6fvMqqw?view_as=subscriber

Veja a programação:

23 de novembro
Intervenção Cênica – Memórias duma Baobá

24 de novembro
Entre o Aye e o Orun – Show com Jay Ferreira

25 de novembro
Live Linguagens, corpos e estéticas da cor

26 de novembro
Samba da ancestralidade feminina – samba de roda de saia

27 de novembro
Show “Costuras” – Gabriela Pileti e Manassés

28 de novembro
Show “No rufar dos tambores” – Bloco Afropretinhosidade

29 de novembro
Novembro a Novembro – “Fogo” – Cia de Teatro da UFPR

30 de novembro
Show de encerramento com Siamese
 


Você sabia que Curitiba tem roteiros negros?

Crédito: Divulgação

Legenda: A historiadora Joseli Mendonça participa de entrevista na próxima quinta, 26.

Desde 2015, Curitiba tem dois percursos históricos que mostram a relevância do negro para a história da cidade. Um deles é o AfroCuritiba, que pode ser acessado on-line pelo afrocuritiba.afrosul.com.br. O outro roteiro é o Linha Preta Curitiba.

O percurso AfroCuritiba é coordenado pela professora e historiadora, Joseli Mendonça. Ela será a entrevistada da live semanal do coletivo Gota D´Água, na próxima quinta-feira, 26, às 20h. O tema da entrevista é “Invisibilidade e resistência histórica do negro nas cidades brasileiras”, que contará também com a participação do historiador e pesquisador, Carlos Mariano. Para assistir basta acessar,  https://www.instagram.com/movimentogotadagua/.

Para saber mais sobre os roteiros, acesse: https://curitibadegraca.com.br/roteiros-revelam-a-contribuicao-cultural-do-afrodescendente-para-a-formacao-de-curitiba/ 


Filmes

Crédito

O Cine Passeio, em parceria com a Netflix, exibirá até o fim do ano três filmes da plataforma que ainda não estrearam no streaming.

Os longas-metragens são: “Era uma vez um sonho”, apontado como forte candidato ao Oscar 2021 e que já estava em cartaz desde a última semana, o drama biográfico “Mank”, dirigido por David Fincher que estreou nesta semana, e a partir do dia 10 de dezembro, “Midnight Sky”, um conto pós-apocalíptico baseado no livro “Good Morning, Midnight” da autora Lily Brooks-Dalton, que é estrelado e dirigido por George Clooney.

Os ingressos custam R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia-entrada) e podem ser adquiridos no site www.ingresso.com, ou na bilheteria do local, aberta de terça a domingo, das 13h às 19h30. Mais informações no site www.cinepasseio.org.

E falando em serviços de streaming, o crítico de cinema Márcio Santos fez uma lista dos melhores filmes de 2020 para assistir na Netflix.
Confira a lista, dividida em duas partes:
https://curitibadegraca.com.br/vamos-falar-de-filmes-melhores-da-netflix-em-2020-parte-1/
https://curitibadegraca.com.br/vamos-falar-de-filmes-melhores-da-netflix-em-2020-parte-2/


Laurentino Gomes na Biblioteca

Crédito: Divulgação/Editora Globo

Legenda: Laurentino Gomes é autor de “Escravidão”, finalista do Prêmio Jabuti deste ano.

O escritor paranaense Laurentino Gomes será o primeiro convidado da Flibi, a Festa Literária da Biblioteca Pública do Paraná, que em sua quarta edição acontece em formato on-line, na segunda semana de dezembro.

O autor dos best selllers “1808”, “1822” e “1889” participará de um pré-evento na próxima quarta-feira (25/11), às 20h, no https://www.youtube.com/bibliotecapr, com mediação do jornalista Ricardo Sabbag. Eles conversarão sobre o tema da programação deste ano, “História ao Vivo”, uma reflexão acerca das grandes transformações vivenciadas pelos povos do mundo na contemporaneidade.

A Flibi 2020, que tem curadoria do jornalista Yuri Al’Hanati, começa no dia 8 de dezembro e segue até o dia 11, com bate-papos e oficinas para adultos e crianças. A programação completa será divulgada em breve.

Laurentino, inclusive, concorre ao Prêmio Jabuti com seu livro “Escravidão”. Confira matéria sobre a obra: https://curitibadegraca.com.br/finalistas-premio-jabuti-a-historia-de-uma-das-maiores-tragedias-humanitarias/ 


Era uma vez

Crédito: Divulgação

Legenda: O grupo colaborativo foi formado em março de 2018.

O Coletivo Era Uma Vez, que reúne 32 escritores e ilustradores de literatura infantojuvenil que produzem em Curitiba, lançou site próprio nesta semana: www.coletivoeraumavez.com.br, que traz informações sobre o grupo e sobre eventos que realizam, contatos e uma loja on-line, pela qual é possível adquirir as obras dos autores. O grupo colaborativo, formado em março de 2018, tem como missão contribuir para formar novos leitores e tornar a literatura infantojuvenil de Curitiba mais visível e acessível por meio da aproximação entre os autores e os leitores. Do mesmo modo, trabalha para valorizar seus escritores e ilustradores, com iniciativas que promovem suas obras e atividades. Para isso, os autores realizam ações em escolas, participam de feiras culturais e eventos literários, produzem em conjunto, realizam capacitações externas e internas e mantêm um fórum permanente de discussão e troca de informações sobre o mundo da literatura para a infância.

Em breve, o Coletivo lançará seu primeiro produto, um calendário 2021, com textos e ilustrações produzidos por seus integrantes, que será vendido pelo site.

Mais informações pelos e-mails contato@coletivoeraumavez.com.br e vendas@coletivoeraumavez.com.br, no YouTubeInstagram e Facebook.

Para mais notícias sobre entretenimento e cultura, acesse: www.curitibadegraca.com.br.