Publicidade
Luto

Atriz Maria Isabel de Lizandra, de 'Vale Tudo', morre aos 72 anos

Maria Isabel de Lizandra
Maria Isabel de Lizandra (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Veterana da televisão, a atriz Maria Isabel de Lizandra morreu nesta quinta (14), no Hospital das Clínicas, em São Paulo. Ela tinha 72 anos e foi internada com pneumonia. A morte foi confirmada por uma parente.

Embora estivesse afastada da TV há mais de 20 anos, a paulistana foi uma das primeiras intérpretes de telenovelas do país, tendo feito sua estreia na TV Tupi, na primeira metade dos anos 1960, com "Se o Mar Contasse". 

Também participou de folhetins na Globo, na Manchete, na Cultura, na Record, na Bandeirantes e na extinta Excelsior. Nessa última, esteve em "As Minas de Prata", "O Tempo e o Vento", "O Terceiro Pecado" e "A Muralha".

De volta à Tupi, nos anos 1970, fez par romântico com Antonio Fagundes em "O Machão" e ainda atuou na primeira versão de "Mulheres de Areia". 

No cinema participou de "Vereda da Salvação" (1965), primeiro filme que o diretor Anselmo Duarte rodou após levar a Palma de Ouro, em Cannes, por "O Pagador de Promessas". 

Um de seus papéis mais conhecidos é o de Marisa, amiga da íntegra Raquel (Regina Duarte) em "Vale Tudo", exibida pela Globo no final dos anos 1980. No mesmo canal, também esteve no elenco de "Moinhos de Vento" e "Tenda dos Milagres". 

E foi na emissora carioca que ela fez seu último papel, na minissérie "Labirinto", de 1998. 

Maria Isabel de Lizandra deixa duas filhas. 

DESTAQUES DOS EDITORES