Publicidade
Copa do Brasil

ATUAÇÕES: Cittadini e Cirino foram os melhores na grande decisão

Cittadini comemora o primeiro gol do Athletico na partida
Cittadini comemora o primeiro gol do Athletico na partida (Foto: Paulo Lisboa)

O Athletico Paranaense é campeão da Copa do Brasil 2019. A conquista foi com a vitória por 2 a 1 sobre o Inter, nessa quarta-feira (dia 18) à noite, no Beira-Rio. Veja análise do desempenho individual dos jogadores na partida:

Santos (6,5)
Uma rebatida ruim. Fora isso, três boas defesas. Errou 15 dos 23 lançamentos.

Khellven (5,5)
Sofreu na marcação e na saída de bola, mas não comprometeu.

Madson (6,5)
Entrou aos 15-2º. Melhorou a marcação e a saída de bola.

Robson Bambu (6,5)
Parou 16 ataques do Inter. Irregular na bola área. Uma lambança na saída de bola.

Léo Pereira (6,5)
Sofreu na bola aérea (ganhou 7 das 13 disputas pelo alto). Eficiente por baixo.

Márcio Azevedo (6,0)
Sofreu na marcação e na saída de bola, mas lutou até o fim.

Wellington (6,0)
Protegeu bem a defesa. Seguro na marcação. Alguns passes errados em momentos perigosos.

Bruno Guimarães (6,5)
Líder em desarmes (4). O mais participativo do meio-campo, com bons passes.

Nikão (6,0)
Bem marcado, quase não produziu no setor ofensivo. Razoável no meio-campo.

Léo Cittadini (7,5)
Marcou o 1º gol e foi importante taticamente. Alguns errinhos infantis no meio.

Lucho González (sem nota)
Entrou aos 38-2º. Jogou pouco tempo.

Rony (7,0)
Marcou o 2º gol. Infernizou o Inter com dribles. Um chute perigoso.

Marco Ruben (7,0)
Deu o passe para o 1º gol. Brigou pela bola e cometeu 6 faltas.

Marcelo Cirino (7,5)
Entrou aos 22-2º. Fez a espetacular jogada do 2º gol. Puxou outros dois contra-ataques.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES