Litoral

Baleia é encontrada morta nas areias da praia de Caiobá

(Foto: LEC/UFPR)

Uma baleia da família Balaenopteridae, encalhada morta em estágio avançado de decomposição, foi resgatada na quinta (15) pela equipe Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) da Universidade Federal do Paraná, na praia de Caiobá, no município de Matinhos, no Litoral do Paraná através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS/UFPR). O resgate ocorreu após acionamento realizado por um morador.

Segundo a equipe de resgate, envolvendo técnicos de monitoramento e veterinários, foram coletados alguns fragmentos dos ossos, fígado, gordura e músculo do animal para realização análises biológicas e de saúde. Com as amostras coletadas na necropsia realizada no próprio local,  a equipe poderá entender sobre a saúde do animal e identificar corretamente a espécie. “Como a baleia estava em estágio avançado de decomposição, só será possível identificar a espécie depois das análises”, ressalta a bióloga e coordenadora do PMP-BS/UFPR, Camila Domit. Após a necropsia, a equipe contou com a ajuda da prefeitura de Matinhos para enterrar a carcaça da baleia seguindo o protocolo, no próprio local, a fim de evitar que o animal em decomposição atraia urubus garantindo a saúde da população local.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. O projeto tem como objetivo avaliar possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos encontrados mortos.
O PMP-BS é realizado desde Laguna (SC) até Saquarema (RJ), sendo dividido em 15 trechos. O Laboratório de Ecologia e Conservação da Universidade Federal do Paraná (LEC/UFPR) é responsável por monitorar e avaliar os encalhes no Trecho 6, abrangendo os municípios de Guaratuba, Matinhos, Paranaguá, Pontal do Paraná e Guaraqueçaba (PR).