Pandemia de coronavírus

Bandeira amarela: Curitiba ainda tem desafio de reduzir mortes

Shoppings abriram ontem
Shoppings abriram ontem (Foto: Franklin de Freitas)

Curitiba retornou com à bandeira amarela ontem após 20 dias de bandeira laranja com o desafio de reduzir o número de mortes por Covid-19. Segundo levantamento por semana da pandemia, é possível verificar que na última semana sob bandeira laranja, capital paranaense registrou uma queda importante na média diária de novos casos (-14,38%) e de casos ativos (-12,98%), mas a média diária de óbitos teve crescimento (+4,48%), atingindo o maior nível desde a semana 26 (entre os dias 6 e 12 de setembro).
Curitiba registrou neste sábado (26), véspera do retorno à bandeira amarela, 338 novos casos de covid-19 e 9 óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde. As novas vítimas são quatro homens e cinco mulheres, com idades entre 38 e 83 anos. Sete destes óbitos ocorreram nas últimas 48 horas. Até agora são 1.255 mortes na cidade em pessoas com diagnóstico da doença neste período de pandemia. Com os novos casos confirmados, 43.143 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 38.104 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença. Neste sábado, a taxa de ocupação dos 334 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 é de 81%. Todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave vão para os leitos exclusivos covid-19 e não apenas os casos confirmados da doença. Ontem não houve divulgação de boletim pela Secretaria Municipal de Saúde.

Boletins Covid-19
Dia 27/09
Paraná
Novos casos 1.126
Mortes 14
Total
Casos 173.392
Mortes 4.315
Brasil
Novos casos 14.312
Mortes 335
Total
Novos casos 4.732.309
Mortes 141.741

Nem todos estabelecimentos conseguiram abrir no domingo
Com a nova bandeira de risco de contágio do coronavírus de Curitiba, que entrou em vigor ontem , shoppings, supermercados e restaurantes puderam abrir as portas depois de 20 dias de bandeira laranja. Mas nem todos os restaraurantes abriram porque mudança foi anunciada no final da tarde de sexta (25) e muitos não tiveram tempo para planejar as compras. Vários estabelecimentos do Mercado Municipal e restaurantes de Santa Felicidade, por exemplo, permeneceram fechados ontem.
O presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar), Fábio Aguayo, considerou a medida de bom senso, mas aproveitou para reclamar do horário do anúncio da medida. Antecipar em um dia a bandeira amarela é uma forma de bom senso”, disse. Segundo Aguayo, boa parte dos empreendimentos não estava preparado para atender no domingo, já que a bandeira laranja tinha validade até a zero hora de segunda-feira (28): “Os estabelecimentos não estão com estoque suficiente e em cima da hora terão de correr para encontrar fornecedores.”