Publicidade

Barroca evita lamentar desfalques e admite queda do Botafogo no 2º tempo

O Botafogo enfrentou o São Paulo neste sábado sem jogadores importantes, como o zagueiro Joel Carli, o volante Alex Santana e o atacante Diego Souza. O técnico Eduardo Barroca, porém, evitou culpar os desfalques pela derrota por 2 a 1, em casa, no Engenhão, pela 20ª rodada do Brasileirão.

"Hoje não tivemos jogadores importantes, mas não tenho por hábito lamentar ausências. Preciso achar soluções aqui dentro, chamar para mim a responsabilidade pelo resultado de hoje e olhar para frente, porque temos um campeonato duro", afirmou o treinador.

Sobre a partida deste sábado, Barroca elogiou o primeiro tempo do Botafogo e admitiu que o time caiu de rendimento depois do intervalo, principalmente pela postura agressiva do São Paulo.

"A postura da nossa equipe no primeiro tempo foi muito boa. No segundo tempo, o São Paulo subiu a marcação e nos dificultou ter o controle da bola, trouxe para um jogo de imposição muito forte, foi criando dificuldades e no final do jogo conseguiu fazer o segundo gol. A gente lamenta muito pela forma que foi, porque tomar um gol no final é muito difícil", disse o técnico.

Sobre as alterações feitas, o comandante botafoguense revelou que no intervalo precisaria fazer as três por questões físicas. Uma delas foi a saída do atacante Victor Rangel, que fez sua estreia como titular e mereceu elogios do treinador. "Gostei muito. É um jogador que a gente sabia que se entregaria muito, porque tem essa característica. Fiquei satisfeito com a partida que o Victor fez hoje".

O Botafogo volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Bahia, na Arena Fonte Nova. O treinador espera ter as voltas de Carli, Alex Santana e Diego Souza, mas sabe que não pode contar com o lateral Fernando e o atacante Luiz Fernando, suspensos pelo terceiro amarelo.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES