Publicidade
Supremo

Bebida em estádio de futebol gera emprego e renda, afirma associação de empresários

A Abrabar - Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas divulgou nota defendendo a atual legislação estadual no Paraná, que permite a venda de bebidas alcoólicas em estádios de futebol. Segundo a associação, a liberação gerou empregos e não provocou incidentes violentos nos locais. O Supremo começa nessa sexta-feira o julgamento dessa questão. Veja a nota da entidade, na íntegra:

“Nós da ABRABAR que lutamos, defendemos e torcemos pela legalidade, inclusive somos Amicus Curiae na ação vitoriosa no TJ do Paraná, esperamos que o STF confirme a decisão da corte Paranaense, pois em todo o período que está liberado não tivemos nenhum incidente dentro dos estádios e arenas do Paraná, contrariando os profetas que pregavam as catástrofes/tragédias anunciadas na sua liberação e consumo.

O resultado atual da liberação é tão positivo que gerou empregos, renda e negócios, principalmente porque favorece os verdadeiros torcedores e amantes do Esporte, que consomem conscientemente e sem a pressa anterior da vedação para entrar no jogo.

Importante ressaltar que o atual delegado da Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos - DEMAFE, Clóvis Galvão que era contra, agora está mais simpático com a liberação nas áreas internas, pois entendeu que o problema era o consumo exagerado e sem procedência de bebidas antes de ingressar nos jogos, bem como estava nas confusões no entorno dos espaços esportivos e nas guerras previamente programadas pelas torcidas organizadas.”

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES