Beto Richa lidera corrida para o governo com folga no Paraná

Levantamento da Paraná Pesquisas divulgado nesta quinta-feira, aponta que o governador Beto Richa (PSDB) lidera com folga as intenções de voto para o governo do Estado. Segundo o instituto, que ouviu 2.512 eleitores entre os dias 30 de setembro e 6 de outubro, no cenário mais provável de candidatos, Richa tem hoje 43,8% da preferência do eleitorado, contra 23,2% da ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT) e 20,7% do senador Roberto Requião (PMDB). A margem de erro é de 2 pontos porcentuais, para mais ou para menos. Apesar do resultado favorável a Richa, os números apontam para uma eleição em dois turnos.

Em outro cenário, quando Gleisi é substituída pela candidatura do ex-senador Osmar Dias (PDT), os números mudam pouco. Richa mantém a liderança, com 43,9%; Requião assume a segunda posição, com 22,4%; enquanto o pedetista aparece com 19,9%.

A pesquisa traz ainda outra boa notícia para o tucano. Sua administração é aprovada por 67,5% dos entrevistados, contra apenas 28,3% que a reprovam. O índice é bem mais favorável do que o apresentado pelo governo da presidente Dilma Rousseff (PT), que é desaprovado por 49% dos eleitores paranaenses, segundo o instituto, contra 46,9% que aprovam a gestão da petista.

Apesar disso, Dilma tem um desempenho razoável nas intenções de voto da pesquisa estimulada, quando é apresentada uma relação dos candidatos aos entrevistados. Ela lidera a corrida presidencial no Estado, com 29,5% da preferência do eleitorado paranaense, contra 25,4% da ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva; 21,3% do senador Aécio Neves (PSDB) e 6,4% do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). A pesquisa foi realizada antes da decisão de Marina de se filiar ao PSB de Campos, depois que o Tribunal Superior Eleitoral rejeitou o registro de seu novo partido, a Rede Sustentabilidade. O desempenho de Dilma pode ser considerado satisfatório porque nas eleições de 2010, ela teve votação inferior ao do então candidato de oposição, o ex-governador de São Paulo, José Serra, no Paraná.

Serra, aliás, continua tendo boa acolhida entre os eleitores do Estado, segundo a Paraná Pesquisas, apesar de estar praticamente fora do páreo, já que decidiu permanecer no PSDB, que tende a lançar Aécio. Segundo o levantamento, quando seu nome é incluído na lista, Dilma cai para 25,3%; enquanto o tucano aparece com 23%, à frente de Aécio, com 16,1%. Nesse cenário, Marina teria 18% e Eduardo Campos 3,4%.