Publicidade
Compras

Black Friday une comércio online e convencional e se torna a 5ª melhor data

As vendas por meio de comércio eletrônico (e-commerce) da Black Friday devem, pela primeira vez, estar muito próximas das realizadas em lojas físicas. A Black Friday deste ano, marcada para o próximo dia 29, deverá movimentar R$ 3,67 bilhões segundo projeções da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).
A Black Friday já é a quinta data mais importante do comércio varejista brasileiro. Está atrás do Natal, Dia das Mães, Dia das Crianças e Dia dos Pais, respectivamente. O diretor de Relações Institucionais da e da Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings (Alshop)., Luiz Augusto Ildefonso, disse que as vendas crescem, anualmente, desde 2010 quando a promoção, muito comum nos Estados Unidos, chegou ao Brasil.

“Aqui no Brasil, a Black Friday nunca é em um dia só, mas na sexta-feira, no dia 29 de novembro, a expectativa é que o fluxo de pessoas no comércio vai ser muito próximo das compras na internet neste ano”, disse Ildefonso.

A queda na taxa de juros, a liberação de saques do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS/Pasep (Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público) e o pagamento da primeira parcela do 13º salário favorecem o cenário de otimismo para a data, para muitos uma prévia do Natal.

Fique atento
Para não ter problemas com as compras na Black Friday, os Procons de todo o País orientam os consumidores sobre como não cair em ofertas enganosas e como recorrer com eventuais questões pís-compra.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES