CÂMARA FEDERAL

Boca Aberta chamar relator para a briga

O deputado federal paranaense Boca Aberta (PROS) atacou ontem o relator de seu processo no Conselho de Ética da Câmara, deputado Alexandre Leite (DEM/SP). Leite recomendou a cassação do mandato do paranaense. O relator afirmou que Boca Aberta agiu de má-fé ao tentar postergar um caso contra si recorrendo à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Segundo o deputado do DEM, o parlamentar do PROS apresentou documentos adulterados e atingiu a honra de servidores públicos.
O Conselho de Ética da Câmara analisaria o caso de Boca Aberta, mas o processo foi retirado de pauta a pedido do relator, porque Boca Aberta teve o diploma cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral em agosto. “Pela recente decisão do TSE em determinar a cassação do diploma do representado”, afirmou.
Em discussão já na saída da reunião, Boca Aberta chegou a desafiar Leite para uma briga. “Vamos para o pau ali no plenário!”, gritou.
“Eu não sei qual o receio dele, Alexandre Leite, de a gente mostrar alguns vídeos. De a gente falar algumas atuações suas fora do parlamento. Inclusive batendo o carro bêbado, não quis soprar o bafômetro”, disse Boca Aberta. “É uma família de políticos envolvida em várias e várias irregularidades. Rachadinha, um monte de… pai dirigiu bêbado sem habilitação, bateu no motoqueiro. Vamos falar hoje, vamos lavar o relatório mentiroso que ele fez contra mim”, disse.