Publicidade
Libertadores

Boca Juniors amarga sua maior derrota para brasileiros dos últimos 25 anos

O Boca Juniors sofreu na última terça-feira (dia 2) sua maior derrota para um time brasileiro dos últimos 25 anos. Na Arena da Baixada, levou 3 a 0 do Athletico Paranaense, com três gols do atacante argentino Marco Ruben.

A última vez que um brasileiro aplicou uma derrota com placar tão alto foi em 1994, pela primeira fase da Libertadores, quando o Boca levou 6 a 1 do Palmeiras, em São Paulo, com gols do centroavante Evair (dois), do lateral-esquerdo Roberto Carlos (um), do zagueiro Cleber (um), do meia Jean Carlo (um) e do atacante Edilson Capetinha (um). A equipe paulista era comandada pelo técnico Vanderlei Luxemburgo. O Boca, do técnico Cesar Menotti, contava com o goleiro Navarro Montoya, que teve passagem apagada pelo Athletico em 2006.

Em toda história, o Boca, seis vezes campeão da Libertadores, enfrentou brasileiros em 94 partidas, por todas as competições, segundo dados do site Ogol. Foram 37 vitórias do time argentino, 30 empates e 27 derrotas para brasileiros.

O BOCA CONTRA BRASILEIROS
94 jogos
37 vitórias
30 empates
27 derrotas
131 gols marcados
106 gols sofridos
Fonte: Ogol.com.br

Contando os duelos do Boca contra adversários de todos os países, o clube argentino não perdia na Copa Libertadores por três ou mais gols de diferença desde 2007, quando levou 3 a 0 do Cienciano, do Peru, em Cuzco (altitude de 3.400 metros).

Considerando todas as competições, o Boca não perdia por três ou mais gols desde a final da Supercopa Argentina, em 2016, quando levou 4 a 0 do San Lorenzo.

REPERCUSSÃO
A vitória do Athletico sobre o Boca teve forte repercussão na imprensa brasileira e na Argentina. “Numa grande exibição, o time paranaense mais que livrou a cara do futebol brasileiro, porque lavou mesmo a alma do ultimamente saco de pancadas futebol brasileiro, seja a Seleção principal, sejam as seleções de base, sejam os clubes. O Athletico vai se firmando como um dos grandes do país”, escreveu o jornalista Juca Kfouri.

O jornalista Napoleão de Almeida, da Bandsports, também rasgou elogios. “Uma partida memorável do Athletico. A melhor atuação de um brasileiro em 2019, atropelando o Boca”, escreveu.

André Rizek, do Sportv, também destacou a grandeza da partida. “O Furacão fez hoje, com sobras, a grande atuação de um time brasileiro em 2019”, afirmou.

Na Argentina, o diário Olé usou na matéria do jogo o título 'Regalado', ou seja, 'presenteado', ligando a derrota ao aniversário de 114 anos do clube, comemorados nessa quarta-feira (dia 3). O Clarín e o La Nacíon destacaram a atuação do argentino Marco Ruben.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias