Publicidade
MINISTÉRIO

Bolsonaro diz que Paulo Guedes fica

Paulo Guedes
Paulo Guedes (Foto: Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) descartou nesta quatra-feira (19) a saída do ministro da Economia, Paulo Guedes, do governo. Em evento no Palácio do Planalto, Bolsonaro garantiu que Guedes seguirá até o fim do seu mandato. A declaração ocorreu dias após o ministro causar polêmica ao chamar os servidores públicos de “parasitas”, o que o levou a fazer sucessivos pedidos de desculpas e a esclarecer que desejava chamar o “Estado” de parasita.

“Se Paulo Guedes tem alguns problemas pontuais e sofre ataques, é muito mais pela sua competência do que por possíveis deslizes, que eu também já cometi muito no passado. O Paulo não pediu para sair, tenho certeza de que de que ele vai continuar conosco até o último dia. Ele não é militar, mas foi um jovem aluno do colégio militar de Belo Horizonte”, afirmou Bolsonaro, durante a cerimônia de posse de ministros.

Bolsonaro evitou esclarecer por que mencionou a permanência de Guedes no discursos e disse a jornalistas que “é só ver o vídeo” de suas declarações. Na semana passada, Guedes causou outra polêmica ao afirmar que o dólar mais barato estava prejudicando as exportações e permitindo que “todo mundo”, incluindo empregadas domésticas, pudessem ir para a Disney.

A afirmação de Bolsonaro sobre a permanência de Guedes no governo não foi gratuita. A equipe econômica está insatisfeita com a demora do Palácio do Planalto no envio da reforma administrativa para o Congresso e pressiona Bolsonaro a anunciar a medida ainda nesta semana. O texto está na gaveta do presidente Bolsonaro desde o ano passado. Outro ponto de atrito é a negociação das mudanças no orçamento impositivo.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES