Publicidade
Problemas no paraíso?

Bolsonaro nega crise na relação com Moro: 'Não tem problema nenhum'

(Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil)

Nos últimos dias, a partir das ameaças de interferência de Jair Bolsonaro no comando da Polícia Federal (PF), muito se comentou sobre a relação entre o presidente da República e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Até mesmo o site O Antagonista, uma espécie de porta-voz da Lava Jato e do ex-juiz, divulgou uma série de notas acusando o Planalto de tentar 'fritar' o ministro e constrangê-lo publicamente após Bolsonaro afirmar publicamente que poderia interferir na PF e demitir o diretor-geral Maurício Valeixo, indicado por Moro.

Bolsonaro, contudo, garantiu neste sábado (24 de agosto) não ter "problema nenhum" com o ministro da Justiça, msmo após desautorizá-lo publicamente nesta semana. Segundo o presidente, essa seria uma nova tentativa de criar uma 'crise' na relação do mandatária com seus ministros, algo que, de acordo com ele, já teria acontecido com relação a Marcelo Álvaro Antônio, que comanda a pasta do Turismo, e Onyx Lorenzoni, da Casa Civil.

"Não tenho problema nenhum com o Moro. Cada hora levantam alguma coisa (contra um ministro). Era Marcelo Alvaro Antonio, era o Onyx também", dise Bolsonaro, que também fez questão de, uma vez mais, ressaltar que Moro não tem carta branca - quando convidou o homem que sentenciou Lula à prisão para ser ministro, o presidente havia lhe prometido "liberdade total".

"Olha, carta branca...Eu tenho poder de veto. Se não, não sou presidente. Todos os ministros têm essa ingerência minha e eu fui eleito para mudar, ponto, mudar."

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES