Publicidade

Brasil arrasa Chile na estreia do Sul-Americano de Vôlei

Atual bicampeã olímpica e embalada pela conquista do título do Grand Prix no começo do mês, a seleção brasileira feminina de vôlei teve uma estreia arrasadora no Campeonato Sul-Americano, nesta quarta-feira, em Ica, no Peru. Diante do Chile, uma equipe sem qualquer representatividade no cenário mundial, o Brasil confirmou seu favoritismo com extrema facilidade e venceu por 3 sets a 0, com parciais de 25/10, 25/5 e 25/4.

Agora, o Brasil volta a jogar já nesta quinta-feira, quando encara a Colômbia, a partir das 19 horas (horário de Brasília), novamente em Ica. Depois, as brasileiras ainda enfrentarão, pela ordem, Argentina, Venezuela e Peru nos dias seguintes, sendo que ficará com o título aquela seleção que somar mais pontos ao final das cinco rodadas.

Apesar de ser o grande favorito e de ter uma hegemonia no vôlei sul-americano - ficou com o título nas últimas nove edições do torneio -, o Brasil levou força máxima para o Peru. Segundo o técnico José Roberto Guimarães, a competição é muito importante, por dar ao campeão a vaga na Copa dos Campeões, em novembro, e no Mundial de 2014.

Assim, o Brasil entrou em quadra nesta quarta-feira com a mesma base que foi campeã do Grand Prix no começo do mês. Zé Roberto escalou Dani Lins, Sheilla, Fernanda Garay, Gabi, Juciely e Thaísa, além da líbero Camila Brait. Durante o jogo, ele ainda colocou em quadra as outras jogadoras: Monique, Fabíola, Michelle, Adenízia e Natália.

Diante de adversário muito fraco como o Chile, o Brasil não teve qualquer trabalho para conseguir a vitória. Fechou os três sets rapidamente, permitindo apenas 19 pontos para as chilenas. Agora, porém, Zé Roberto alerta que a seleção brasileira deve ter um pouco mais de dificuldade contra os demais participantes do Sul-Americano.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES