Brasil criou 280,6 mil vagas com carteira assinada em maio de 2021

De acordo com números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) divulgados pelo Ministério da Economia no dia primeiro de julho deste ano, o Brasil mostrou um bom saldo de 280.666 vagas de emprego com carteira assinada no mês de maio de 2021. Com o fenômeno, o país já alcançou a soma de 1,233 milhão de postos nos cinco primeiros meses de 2021. O fenômeno do mês de maio, em relação às vagas de emprego, é consequência das 1.548.715 admissões e dos 1.268.049 desligamentos.

"Todas as regiões, todos os setores, todos os estados registrando criação de novos empregos. É bastante abrangente, é a economia brasileira se reerguendo. O mais importante é que setores que estavam muito fragilizados anteriormente, como serviços, estão criando empregos", ressaltou o ministro da economia, Paulo Guedes.

Maio foi o primeiro mês sob os reflexos da reedição do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm), que possibilita a suspensão de contratos de trabalho e diminuição de salário e jornada, com um período subsequente de estabilidade. A medida voltou a valer no dia 27 de abril, sendo firmados, a partir disso, 2.664.161 acordos com suspensão de contrato trabalhista e diminuição da jornada em todo o Brasil até o dia 26 de junho. A iniciativa se refletiu em 2.338.284 trabalhadores, segundo informações do governo.

De acordo com o até então secretário de previdência e trabalho, Bruno Bianco, a performance do CAGED é consequência das ações aderidas pelo governo, como o BEm, que causaram reflexos no estabelecimento da criação de emprego formal, que vai também impactar o mercado informal.

"Quanto mais utilizarmos o BEm, obviamente mais pessoas estarão protegidas. Mas a redução da sua utilização mostra que o mercado está voltando sozinho. É esse nosso objetivo: deixarmos a todos os empresários e a todos os empregados uma caixa de ferramentas, um leque de possibilidades, para que se utilizem, se necessário for. Mas quanto menos elas são utilizadas, mais é a certeza de que estamos no caminho certo, que estamos gerando e preservando empregos, empresas e empresários", disse. De acordo com Bianco, o governo não descartava, se fosse preciso, a ampliação da vigência do programa, mas que não era algo que estava no radar naquele momento.

Importância da qualificação profissional

Com a criação de vagas de emprego com carteira assinada em território nacional, é essencial ressaltar a importância de uma qualificação profissional, realizada a partir de cursos de aperfeiçoamento, por exemplo, que podem garantir sucesso no mercado de trabalho, abrindo possibilidades para a conquista de uma carreira sólida e aperfeiçoamento na área de domínio, seja ela qual for.

A aquisição de conhecimentos e o desenvolvimento de habilidades faz com que o candidato se diferencie dos outros, tornando o seu próprio perfil ainda mais competitivo em relação à concorrência por uma vaga.



Website: https://www.estudesemfronteiras.com/novo/