Publicidade
Curitiba Social Mix

Brasil é o segundo país que mais usa redes sociais

(Foto: Divulgação)

O Brasil é o segundo colocado entre os países que mais usam as mídias sociais, perdendo apenas para Filipinas. A conclusão é de uma pesquisa recente da empresa GlobalWebIndex, que analisou os 45 maiores mercados do mundo.

Um cenário promissor, que será tema, neste sábado (19), do Curitiba Social Mix, um dos maiores eventos de cultura digital do país. As inscrições já estão abertas para o evento - que acontece das 9h às 21h - com palestras sobre temas que vão do profissional do futuro aos “digital influencers”.

Palestras

Entre os 50 palestrantes estão Camila Loures com mais de 10 milhões de adeptos em suas redes; Mauricio Ricardo que está celebrando 20 anos de empreendedorismo digital; os irmãos Rodrigo e Ricardo Piologo, criadores do Mundo Canibal; Nayara Ruiz gerente de redes sociais do Bradesco e Carlos Ferreira gerente digital da Rede Globo.

Os encontros vão abordar casos de sucesso e insights sobre o que as empresas e pessoas precisam fazer para se destacar no mundo digital.

“É um evento que reúne alguns dos principais profissionais que estão construindo esse mercado há anos. Desde influenciadores, youtubers, instagramers, até executivos e profissionais de agências, universidades e empresas que estão atuando em mídias digitais há anos e vêm para Curitiba compartilhar seus conhecimentos”, afirma o jornalista e consultor Alexandre Inagaki, que atua na curadoria do encontro.

Segundo ele, é uma oportunidade não apenas de ampliar o networking, mas também de descobrir novas formas de navegar nesse mundo digital.

“Nessa história da economia da atenção, empresas possuem o desafio de serem vistas com outros olhos”, explica Inagaki. “As marcas, em se tratando de redes sociais, precisam se humanizar e precisam fugir da armadilha de tentar serem personagens engraçadinhos”, brinca.

Como se destacar

Para se ter uma ideia da relevância atual das mídias sociais no Brasil, os Estados Unidos, maior economia global e onde estão as sedes de algumas das maiores empresas da área - como Facebook e Google -, aparece em 25º na lista do GlobalWebIndex.

Os brasileiros chegaram à segunda colocação com uma média de 225 minutos navegando nas redes sociais por dia, em 2019 - são 3 horas e 45 minutos diariamente. Nos Estados Unidos, essa média é de 117 minutos - 2 horas e 3 minutos por dia.

A GlobalWebIndex também revela que o tempo médio mundial nas redes sociais cresceu 60% em sete anos, indo de 90 minutos em 2012 para 143 minutos neste ano.

“Hoje, todas as operadoras oferecem WhatsApp, YouTube de graça, sem que o consumo seja descontado do plano de dados. Todo mundo tem acesso à internet”, ressalta o consultor. “É fundamental, para qualquer empresa, investir em marketing digital”.

Mas é preciso saber onde se está pisando. Iganaki afirma que ter objetivos em mente é fundamental. “Nâo adianta ter um perfil oficial na rede social se eu não tiver plena noção dos objetivos que quero alcançar e, a partir disso, construir conteúdos que tenham relevância e façam sentido dentro daquela rede social que a empresa quer atuar”.

De acordo com Iganaki, dados recentes do Interactive Advertising Bureau (IAB) mostram que 130 milhões de pessoas têm alguma rede social no Brasil. Ainda segundo o IAB, R$ 18 bilhões de reais foram investidos em publicidade na internet no ano passado.

SERVIÇO

Curitiba Social Mix
Quando: 19 de Outubro (sábado)
Onde: Centro Europeu - Sede Batel (R. Benjamin Lins, 999)
Horário: das 9h30 às 21:30h
Quanto: a partir de R$ 15 no site http://www.sympla.com.br/curitibasocialmix.
Confira a Programação completa
http://curitibasocialmix.com.br/programacao/

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES