Publicidade
Do município

Caixa d’água de São José dos Pinhais é tombada como patrimônio histórico

Estrutura fica na Pra\u00e7a ","Get\u00falio Vargas
Estrutura fica na Pra\u00e7a ","Get\u00falio Vargas (Foto: Aline Bellino/PMSJP)

Na última semana a Secretaria de Cultura de São José dos Pinhais propôs e por meio da Resolução 04/2018, os membros do Compac (Conselho Municipal de Patrimônio Cultural), tombaram a Caixa d’Água como Patrimônio Histórico do Município. Agora o município conta com 15 bens tombados.
Segundo o secretário de Cultura, professor Imar Augusto, a Caixa d’Água é um dos ícones mais importantes do município por sua referência vertical na paisagem. “Agradeço aos membros do Compac pelos esforços em prol do tombamento do monumento”, declara o secretário.
A Caixa d’Água foi projetada pelo arquiteto Leo Linzmeyer e construído pela Sanepar em 1966. Com 27,5m de altura e capacidade para 100 metros cúbicos de água. Sua projeção é triangular com apoio central. Possui uma placa que marca a realização do 3º Congresso de Engenharia Sanitária no Paraná. Esse Congresso teve como símbolo o reservatório de São José dos Pinhais, que foi o primeiro reservatório do Brasil construído em concreto protendido. Localizada na Praça Getúlio Vargas, no Centro, atualmente está desativada e é um dos atrativos turísticos mais altos do município.
A construção é a primeira estrutura de arquitetura moderna a ser tombada no município. “É uma obra que representa a cidade, com grande importância arquitetônica e de marco urbano com caráter monumental”, considera o presidente do Compac, Paulo Nenevê.
 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES