Publicidade
Mutirão

Cajuru recebe mutirão de combate ao Aedes aegypti

(Foto: SMCS)

Moradores do Cajuru recebem a primeira atividade do mutirão metropolitano de limpeza. A ação é parte das estratégias das secretarias municipais da Saúde e do Meio Ambiente para ampliar os cuidados e evitar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Na quinta-feira (6/2) e sexta-feira (7/2), os moradores recebem visitas dos agentes comunitários da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) orientando que tipos de materiais podem ser descartados – tudo o que, ao relento pode acumular água e ser usado como criadouro pelo mosquito Aedes aegypti – e explicam que o entulho e lixo devem ser deixados em frente às casas para serem recolhidos.

No início da próxima semana, segunda-feira (10/2) e terça-feira (11/2), os caminhões do departamento de Limpeza Pública da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA) passam pela região para recolher os entulhos.

A coordenadora do programa municipal de Controle do Aedes, Tatiana Faraco explica que a estratégia de visitar e orientar a população na quinta e sexta-feira é para que aproveitem o fim de semana, durante as faxinas para separar também os entulhos que não sabem como destinar.

“A ideia é ofertar além da coleta de rotina a possibilidade de descarte daquela peça que às vezes as pessoas não sabem o que fazer e vão deixando no quintal e que podem acabar virando um criadouro para o mosquito”, orienta.

Na capital, além da regional Cajuru outras duas regiões devem receber os mutirões ainda esse mês, a CIC e o Boa Vista. Confira abaixo as datas. 

Soma de esforços 

Convocado durante a reunião técnica do Consórcio Intermunicipal para Gestão dos Resíduos Sólidos (Conresol), na última terça-feira (28/1), pelo prefeito Rafael Greca, o mutirão será realizado em conjunto com o governo estadual por meio das cidades da região metropolitana. 

O objetivo é blindar a chegada do mosquito.

“Curitiba tem feito grandes esforços para manter-se longe da dengue, zika e chikungunya, mas é preciso que toda a população faça sua parte. Cuidados simples bastam para que o mosquito não se reproduza”, explica Tatiana.

A proposta foi de replicar as ações dos mutirões Curitiba Sem Mosquito para as cidades da região metropolitana com o apoio do Consórcio, que é presidido por Greca.  

Em três anos de atividades do mutirão Curitiba Sem Mosquito a Prefeitura recolheu mais de três mil toneladas de lixo e entulho por toda a cidade. 

Próximas regionais

CIC: 13/2 a 18/2
Boa Vista: 13/2 a 18/2

Como combater o mosquito Aedes aegypti    

1 - Mantenha caixas, tonéis e barris de água tampados.
2 - Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada.
3 - Não jogue lixo em terrenos baldios.
4 - Ao guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo.
5 - Não deixe a água da chuva acumular sobre a laje.
6 - Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda.
7 - Se for guardar pneus velhos, retire toda a água e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva.
8 - Limpe as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas impeçam a passagem da água.
9 - Lave pelo menos uma vez por semana, com água e sabão, recipientes utilizados para guardar água.
10 - Os vasos de plantas aquáticas também devem ser lavados com água e sabão, toda semana. É importante trocar a água desses vasos com frequência. 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES