Segurança

Câmara discute uso de câmeras corporais pela guarda municipal de Curitiba

Proposta determina que as câmeras e equipamentos de GPS devem ser acionados no início do turno dos guardas municipais e só podem ser desligados ao final do expediente
Proposta determina que as câmeras e equipamentos de GPS devem ser acionados no início do turno dos guardas municipais e só podem ser desligados ao final do expediente (Foto: Carlos Costa/CMC)

O vereador Renato Freitas (PT) apresentou, na Câmara Municipal de Curitiba, projeto para regulamentar o uso de câmeras corporais e de GPS pelos guardas municipais de Curitiba. A iniciativa prevê que, havendo a disponibilidade desses equipamentos na instituição, sua utilização será obrigatória a todos os agentes durante o exercício das atividades profissionais.

Leia mais no blog Política em Debate