Publicidade
Greve

Caminhoneiros seguem com bloqueios em 180 pontos das rodovias do Paraná

A manifestação dos caminhoneiros entra no quarto dia nesta quinta-feira, 24. No Paraná há mais de 180 pontos de bloqueios em rodovias federais e estaduais, segundo a Polícia Rodoviária Federal do Paraná (PRF-PR) e Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Na região de Curitiba, os protestos se concentram na BR-277, onde há três pontos, no km 117, em Campo Largo, no km 12 e no km 6, em Paranaguá. Já na BR-476, o protesto é no km 96, em Bocaiuva do Sul; na BR116, no km 67, em Quatro Barras; na BR-116, no km 152, em Mandirituba; e também na BR-116, mas em outro ponto no trecho ao Sul de Curitiba, no km 191, em Campo do Tenente.

Nas estradas estaduais, são 90 pontos de protesto, segundo a Polícia Rodoviária Estadual. Na região região de Curitiba, a Rodovia dos Minérios, a PR-092, tem protesto de motoristas em Almirante Tamandaré. A manifestação é no km 20. Os caminhoneiros bloqueiam a passagem de veículos de carga, mas permitem carros, veículos de emergência ou com carga viva. A mesma situação ocorre na Rodovia da Uva, a PR-417, no km 8, em Colombo.

O município de Piên, também na região metropolitana, tem dois protestos na PR-281. O primeiro é no km 33 e outro no km 45. No caminho de Araucária para o Interior do Paraná, pela Rodovia do Xisto, um protesto ocorre no trevo entre a PR-429 e a PR-510, na bifurcação que liga o município a Campo Largo e Balsa Novo. 

A operação no Aeroporto Internacional Afonso Pena, na Grande Curitiba, é normal, de acordo com a Infraero. O Centro de Gerenciamento Aeroportuário informou que o estoque de combustível das aeronaves não sofreu alteração e é suficiente para a operação para todo o dia de hoje.

 

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES