Publicidade
APPA

Caminhoneiros utilizam serviços gratuitos no Pátio de Triagem

(Foto: AEN)

Mais uma edição do Porto em Ação aconteceu nesta segunda-feira,5, no Porto de Paranaguá. O projeto leva serviços gratuitos aos caminhoneiros que esperam no Pátio de Triagem. Foram ofertadas palestras sobre trânsito e ações em saúde, como verificação de pressão arterial e glicemia, vacinação contra hepatite B, tétano, sarampo e febre amarela, além de corte de cabelo e outros serviços.

“O projeto demonstra a preocupação que temos com o caminhoneiro, principalmente com sua saúde”, destaca Luiz Fernando Garcia, presidente da Portos do Paraná, empresa que coordena o projeto.

APROVAÇÃO - Cerca de 100 caminhoneiros passaram pelo atendimento. Adevanir José Vilela e Nilton Cesar Salles, que trouxeram milho de Nova Esperança, no Paraná, mediram a glicemia e a pressão e ainda assistiram a um vídeo educativo contra exploração sexual infantil, apresentado pela Ecovia.

Urbano Dava, de Dourados, no Mato Grosso, que chegou ao pátio de triagem trazendo soja, além de medir glicemia, pressão e escutar o aconselhamento educativo da Polícia Rodoviária Federal, atualizou sua vacina contra a hepatite e cortou o cabelo. “Uma maravilha esse projeto, devia ter em todos os pátios de triagem do Brasil”.

SERVIÇOS - Um dos serviços mais procurados, o corte de cabelo, foi feito voluntariamente pelo capelão Vladimir Vitalino Antônio. Ele é pastor no Centro de Assistência Social Esperança (Case) há seis anos. “Antes disso era cabeleireiro, vi aí a possibilidade de juntar essas duas funções para ajudar os caminhoneiros. A cadeira é como um divã, mexer na cabeça da pessoa relaxa, e sabendo que a gente é capelão, eles acabam aceitam alguns conselhos espirituais”, explica Antônio.

Em conversa com a Ouvidoria da Portos do Paraná, serviço também disponibilizado, muitos caminhoneiros expressaram a vontade de encontrar um médico na próxima edição do evento. “É difícil marcar consulta e conseguir ir, estamos sempre na estrada. Achar um médico ajuda muito para consultar e até renovar receitas”, afirma a caminhoneira Fátima dos Santos, que trouxe soja da cidade de Sorriso, no Mato Grosso. O assunto já entrou na pauta do grupo que organiza o Porto em Ação.

PARCERIAS - São parceiros do projeto a Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Prefeitura de Paranaguá, Secretaria Municipal de Trânsito, Secretaria Municipal de Saúde, Guarda Civil Municipal, Centro de Assistência Social Esperança (Case) e Ecovia.

O próximo Porto em Ação acontece em setembro.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES