Viralizou, mas...

Campanha brasileira pró-vacina vira gafe internacional por causa de homem usando máscara de cabeça para baixo

(Foto: Reprodução)

Uma campanha pró-vacina lançada recentemente pelo governo do estado do Rio de Janeiro viralizou nas redes sociais. Mas o motivo do aparente sucesso não foi assim tão positivo. É que a iniciativa chamou a atenção dos internautas por causa de uma verdadeira gafe: uma das peças da campanha "O Rio Abraça a vacina. O Rio Abraça a VIda" mostra um homem usando uma máscara de cabeça para baixo.

O anúncio, quando viralizou, já havia sido distribuído em mobiliários urbanos e outdoors pelo estado carioca. Profissionais de jornais como o francês Le Monde e o inglês The Guardian foram alguns dos que compartilharam o material, divulgado na noite de ontem no Twitter pelo perfil Contagem Coronavírus - Brasil. Desde a publicação, já são mais de 157 mil compartilhamentos.

Em sua conta no Twitter, a secretaria estadual de Saúde agradeceu a "observação" feita pelos internautas e pediu "desculpas" por não ter "percebido esse equívoco no uso da máscara na campanmha #RioAbraçaVacina".

Segundo o blog do jornalista Rubem Berta, a campanha foi feita pela agência de publicidade Propeg e havia sido lançada em 15 de março, tendo sido veiculada até a última semana. A produção de toda a campanha publicitária teria custado R$ 13 milhões aos cofres públicos.