Publicidade

Campeão do UFC decide "dar um tempo" e desiste do cinturão

Após a sangrenta e épica batalha contra Jonny Hendricks e a vitória por decisão dividida dos juízes, Georges St. Pierre, campeão dos meio médio do Ultimate Fighting Championship (UFC), cogitou se aposentar ou, pelo menos, dar um tempo na carreira de lutador. Muitos acharam que o atleta estava apenas blefando ou falou aquilo de cabeça quente. Mas estavam enganados.

Nesta sexta-feira (13), o lutador canadense confirmou em teleconferência com a imprensa que abrirá mão do seu cinturão e que se afastará por um tempo do mundo das lutas.

Venho lutando há muito tempo em alto nível. Há muita pressão e críticas. Decidi que preciso de um tempo fora, sei que o UFC é um negócio. Eles não podem esperar, precisam manter as coisas rolando em respeito aos outros competidores. Um dia, quando eu sentir que devo voltar, retornarei, disse o lutador.

O lutador ainda garantiu que está 100% fisicamente, mas ressaltou que precisa manter o equilíbrio mental. Cada luta é muito peso nos meus ombros, afirmou. Estou abrindo mão do meu título e, se eu me sentir pronto algum dia, voltarei como desafiante, completou.

A decisão, segundo St-Pierre, foi tomada ainda antes do confronto contra Hendricks. Na época, o lutador revelou que sentia medo antes de realizar suas lutas.

Eu tenho medo. Antes de uma luta, eu duvido de mim mesmo. Eu tenho medo. Tento ser confiante, mas bem lá no fundo, tenho medo. Fico com medo de ser nocauteado, de ser humilhado, de ter feito todo o trabalho e o esforço não valer nada e com medo de não ser tão bom quanto as pessoas esperam que eu seja. É por isso que tenho medo. Não é definitivamente ter medo do meu adversário, e sim de não realizar o melhor como eu deveria, disse na ocasião.

Mesmo perdendo seu recordista de vendas de pay-per-view, o presidente do UFC, Dana White, apoiou a decisão de seu atleta. Eu concordo 100% com GSP. Você tem que estar 100% mental, física e emocionalmente nesse esporte. Acho que ele está agindo certo.

Um dos lutadores mais vitoriosos da história do Ultimate, St-Pierre tem em seu cartel 25 vitórias e apenas duas derrotas. Ele é o detentor do cinturão dos meio médio desde abril de 2008, quando venceu Matt Serra. Desde então, foram nove vitórias consecutivas, sendo as últimas sete por decisão dos juízes.

Novo Campeão

O cinturão os meio médios não ficará muito tempo sem dono. Após St. Pierre confirmar seu afastamento e abrir mão do título de campeão, o UFC anunciou que Robbie Lawler e Johny Hendricks farão a luta pelo título no dia 15 de março de 2014, no UFC 171, que acontece em Dallas, nos Estados Unidos.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES