Publicidade

Campeão Mundial de Skate Park, Heimana Reynolds destaca apoio dos brasileiros

Aos 21 anos, Heimana Reynolds conquistou o povo brasileiro ao faturar o Mundial de Skate Park neste domingo, no parque Cândido Portinari, em São Paulo. Ele garantiu duas voltas de nível altíssimo e bateu os brasileiros, faturando 80 mil pontos na corrida para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Se a expectativa do americano era de não receber um grande apoio, já que disputava a competição com diversos brasileiros, ele se surpreendeu. Em entrevista ao Estado, Reynolds conta que "realmente adorou os torcedores".

"É maravilhoso estar no Brasil. A galera apoiou muito. Estou feliz. No começo foi um pouco frustrante porque eu não fui muito bem na primeira descida e acabei ficando irritado. Mas o publicou começou a me apoiar e dar energia. Eu voltei e conseguir fazer o meu melhor", disse o americano, que garantiu 88 pontos em sua melhor volta.

Reynolds já estava na liderança do ranking mundial antes de entrar nas pistas neste domingo. Agora, ele praticamente garantiu a sua vaga na olimpíada de Tóquio. Para ele, os próximos passos é continuar competindo e assegurando a primeira colocação. "O único plano que eu tenho no momento é seguir nos torneios e ganhar mais títulos até o ano que vem", conta.

No Brasil apenas para a disputa do Mundial, Reynolds afirma vai levar boas memórias para casa. Nascido no Havaí, ele também é amante do surfe. Mas conta que preferiu seguir carreira no skate.

"Vou sair do Brasil sabendo que esse é um bom País. Aqui eu posso andar de skate onde eu quiser", ressalta Reynolds. Outra fator que o americano não esqueceu de mencionar foi a comida brasileira. "Tudo aqui é muito bom. O arroz com feijão, a carne... Mas o que eu realmente foi o açaí. O açaí daqui é muito melhor", disse sorrindo.

Após sair do pódio, Reynolds retribuiu o carinho que recebeu e passou cerca de uma hora atendendo os fãs. Ele recebeu celulares para tirar selfies, camisas para autografar e esbanjou simpatia na beira da pista.

Na competição do Park, o Brasil garantiu os outros dois lugares no pódio. Luizinho Francisco ficou em segundo lugar, somando 64 mil pontos no ranking olímpico e Pedro Quintas somou 54.200, na terceira posição.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES