Publicidade
Boa Vista

Capelinha São Roque passa por restauro e volta ser referência no bairro

(Foto: SMCS)

Patrimônio histórico e cultural do Santa Cândida, marca da imigração polonesa em Curitiba, a capelinha São Roque foi restaurada pela Prefeitura e entregue à comunidade na sexta-feira (16/8). O oratório foi construído em 1901 pelo colono polonês Roque Walesco, morador do bairro e devoto do santo.

Localizada na esquina das ruas Theodoro Makiolka e Maria Noêmia dos Santos, a capela era alvo frequente de vandalismo. A restauração do oratório e a construção de um jardinete no local havia sido solicitada pela pesquisadora Danusia Maria Walesko de Lima no encontro Prefeitura nos Bairros, no dia 24 de julho.

Características originais

A capela recebeu pintura e resina antipichação, mantendo as características originais da construção, além de uma imagem de São Roque de Montpellier, protetor dos animais e contra doenças e pragas. O espaço onde fica a capela foi transformado em jardinete, recebeu ciclovia, grama, cercas de proteção e paisagismo. Passou de 60 para 340 metros quadrados de área.

A restauração foi realizada pela equipe do programa Rosto da Cidade, que faz a recuperação e preservação de imóveis históricos. As obras também serviram para acabar com um atalho criado indevidamente por motoqueiros e motoristas que trafegavam pela Theodoro Makiolka e cruzavam o espaço para acessar a Rua Maria Noemia dos Santos. “A capela é um marco da colonização polaca em Curitiba”, disse Danusia Maria Walesko, bisneta do construtor da capelinha.

“Além do bom trabalho realizado nos agradou muito a prontidão com a qual nossa solicitação foi atendida”, destacou a pesquisadora.

Recompor memórias

Para a moradora Teresa Kulik Czepaniki, que há 83 anos vive no bairro, a restauração do espaço serviu também para recompor grandes memórias.

“As famílias da região, na maioria filhos e netos de imigrantes poloneses, tinham o costume de sair em procissão pelas ruas do bairro e aqui era uma das nossas paradas”, contou Teresa.

O autônomo Álvaro Luiz Fernandes, que nasceu e há 54 anos vive no bairro, comemorou a obra que serviu também para organizar o trânsito. “Estavam usando a calçada como estacionamento e atalho para o trânsito, oferecendo risco aos pedestres. Isso acabou com o novo jardinete”, disse Fernandes.

São Roque

O padre da Paróquia Santa Cândida, André Narmilicz, participou da cerimônia de entrega das obras e abençoou o local.

A capelinha de São Roque foi construída em 1901 por Roque Walesco, dentro de sua propriedade. Na época, na região onde hoje é o bairro Santa Cândida, havia apenas chácaras de poloneses que produziam hortifrutigranjeiros para abastecer Curitiba.

Comuns na Europa há vários séculos, as capelinhas traduzem a devoção por um santo e o extremo sentimento religioso contidos na cultura polonesa.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES