caged

Curitiba bate recorde com geração de 38,9 mil novas vagas formais

Curitiba bateu mais um recorde com a criação de 38.979 vagas com carteira assinada de janeiro a setembro. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência, nesta terça-feira (26). A Capital paranaense foi a quinta cidade do País com maior saldo no período, atrás de São Paulo (322.027); Belo Horizonte (55.886); Rio de Janeiro (52.390) e Brasília (47.472). O número consolida o movimento de recuperação, após o impacto da pandemia de covid-19 encolher o mercado de trabalho em todo país.

O resultado foi puxado principalmente pelos setores de Serviços, com 22.307 novas vagas, Comércio, 5.798, Construção Civil, 5.734, e Indústria, 5.084. O saldo do emprego formal divulgado pelo Caged é medido pela diferença entre admitidos e demitidos. Nos nove meses do ano, foram 325.880 contratações e 286.901 demissões. No mesmo período do ano passado, por conta da pandemia, o saldo havia sido negativo em 14.345 vagas. Com o resultado, Curitiba também liderou a geração de empregos no Paraná no período, responsável por 23% das vagas criadas no Estado.