Publicidade

Carli lamenta dispensa pela diretoria do Botafogo: 'Tentei de tudo'

Uma das referências do elenco do Botafogo, o zagueiro Joel Carli teve sua passagem pelo clube encerrada nesta quinta-feira, quando a diretoria comunicou a saída do jogador. Horas depois dessa decisão, o zagueiro argentino se manifestou sobre a dispensa através das redes sociais.

Carli, em tom de gratidão, falou com carinho sobre os companheiros de clube, funcionários e torcedores do Botafogo. Ao mesmo tempo, exibiu decepção e certo lamento com a decisão dos gestores, afirmando que tentou de "tudo" para continuar no clube que "aprendeu a amar", mas que não lhe "deram outra opção".

"Gostaria de agradecer o apoio incondicional da torcida, dos meus companheiros e ex-companheiros e de todos os funcionários do Botafogo nesse período de transição. Não me deram outra opção. Tentei de tudo, mas encerro um ciclo de quase cinco anos, no qual me dediquei ao máximo para estar à altura de um clube tão glorioso. Recebi inúmeras manifestações de carinho e agradecimento. Isso me faz pensar que tanto esforço por esse clube que eu aprendi a amar valeu a pena. Simplesmente, obrigado. Vocês ficarão eternamente no meu coração", escreveu o zagueiro em texto publicado no seu perfil no Instagram.

Fora dos planos da diretoria do Botafogo, Carli tinha contrato até o fim de 2021 com o clube, que agora vai buscar uma rescisão amigável do vínculo. Para a decisão, pesaram a grave crise financeira da equipe e também a perda de espaço do zagueiro argentino no time.

Carli, de 33 anos, foi anunciado como reforço pelo Botafogo em dezembro de 2015. Ele fez o gol histórico na final do Campeonato Carioca de 2018, diante do Vasco, que proporcionou ao time a conquista da taça nos pênaltis. O argentino disputou 154 jogos pela equipe alvinegra, sendo cinco nesta temporada.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES