Luto

Cartunista Ota, ex-editor da revista 'Mad', é encontrado morto

Ota
Ota (Foto: Reprodução)

O cartunista Otacílio d'Assunção Barros, o Ota, foi encontrado morto em casa nesta sexta-feira (24), no Rio de Janeiro. Ele tinha 67 anos. Ota era conhecido por ter sido editor da revista humorística ‘Mad’ no Brasil.

Segundo informações dos bombeiros, os vizinhos estavam sem contato com o desenhista há alguns dias. A corporação foi acionada nesta sexta-feira e arrombou a porta do apartamento de Otal, na Tijuca. Lá, ele foi encontrado morto.

Formado em jornalismo, Ota foi o editor responsável pela versão brasileira da revista ‘Mad’ entre 1974 e 2008. A revista passou por três editoras diferentes - Vecchi, entre 1974 e 1983; Record, entre 1984 e 1995; e Mythos/Panini, de 1995 a 2008. Em 2008, no começo da quarta encarnação da revista, deixou o cargo por discordar dos rumos tomados. Com Ota, cartunistas brasileiros passaram a ter chance de publicar material na revista – o próprio Ota desenhava e escrevia para a ‘Mad’.

Ota também trabalhou em publicações como ‘Jornal do Brasil’ e teve um site de vídeos que parodiava o YouTube, o OtaTube. Em 1994, recebeu o prêmio de melhor revista independente no Troféu HQ Mix, o mais importante do quadrinho nacional, pela criação da ‘Revista do Ota’.