Copa 2018

Casemiro discorda de médico da CBF sobre colchão ter lesionado Marcelo

Gabriel Jesus e Casemiro correm no treino dessa sexta-feira
Gabriel Jesus e Casemiro correm no treino dessa sexta-feira (Foto: Divulgação/CBF/Lucas Figueiredo)

SOCHI, RÚSSIA (FOLHAPRESS) - O volante Casemiro rechaçou a tese do médico da seleção, Rodrigo Lasmar, de que o lateral esquerdo Marcelo possa ter sentido espasmos musculares na coluna por conta de um colchão macio no hotel da seleção em Moscou.

"Estão falando que colchão é ruim, é bom. Não tem muito o que falar. Na nossa infância, muitos jogadores dormiam no chão, sem colchão. Cada um coloca a culpa no que for, mas eu dormi muito tempo no chão. Cada um tem suas explicações", disse Casemiro.

Marcelo pediu para ser substituído aos 9 minutos do primeiro tempo da partida contra a Sérvia, em Moscou. Após a partida, a CBF informou que o jogador teve espasmos na coluna -contrações involuntárias nos músculos que causam bastante dor na região atingida. O médico Rodrigo Lasmar apontou que o culpado poderia ser um colchão.

"Talvez tenha relação com o colchão um pouco mais macio no hotel. Ele teve um mau jeito na coluna", disse Lasmar, após a vitória do Brasil por 2 a 0 contra a Sérvia.

Marcelo ainda não se recuperou das dores e não treinou com o elenco nesta sexta-feira (29), em Sochi. Ele ficou realizando trabalhos de fisioterapia na piscina do hotel e ainda é dúvida para enfrentar o México, na segunda (2), em Samara.

Escolhido para responder perguntas dos jornalistas depois do treinamento, Casemiro aproveitou para falar sobre Neymar.

O volante disse que o atacante está se soltando aos poucos na Copa do Mundo e negou qualquer tipo de blindagem do elenco com o camisa 10, que chegou a fazer um desabafo no Instagram após a vitória contra a Costa Rica por 2 a 0, pela segunda rodada do Grupo E.

"Proteger o Neymar? Ele é uma estrela mundial faz muito tempo. Ele sabe como lidar com as críticas, todo mundo sabe que se não joga bem, toma porrada, se joga bem no outro, vira o melhor do mundo. Sabemos da qualidade dele e que faz a diferença", definiu o volante. 

Na estreia, o atacante da seleção sofreu 10 faltas e teve atuação apagada. Já contra a Costa Rica, fez um dos gols da vitória por 2 a 0. Por fim, diante da Sérvia, Neymar teve sua melhor atuação e deu assistência para o gol de Thiago Silva. Casemiro analisou o momento do camisa 10.

"No primeiro jogo, todo mundo pode ter jogado um pouco regular, mas contra a Sérvia estava mais solto, com mais liberdade dentro de campo, fez uma grande partida. Ele sabe lidar com isso, por isso é o Neymar, o grande jogador do Brasil", continuou Casemiro.

A seleção brasileira se classificou na liderança da chave e encara agora o México, nas oitavas de final da Copa do Mundo, em Samara, na próxima segunda-feira (2).