Chefe do Executivo de Hong Kong condena manifestações contra seu governo

A chefe do executivo de Hong Kong, Carrie Lam, condenou os manifestantes que ocuparam a sede do Poder Legislativo da cidade e que deixaram partes do prédio destruídas. Em uma coletiva de imprensa concedida na manhã desta terça-feira (horário local), ela disse que espera que a população de Hong Kong concorde que é correto condenar os protestos e esperar que a sociedade volte ao normal o mais rápido possível.

Centenas de manifestantes quebraram janelas e abriram portões para entrar na sede do Legislativo do território na noite de segunda-feira. Lá dentro, foram colocados slogans nas paredes, enquanto documentos foram jogados no chão e, alguns, foram perdidos. Os manifestantes disseram que Carrie Lam não respondeu às exigências, apesar dos vários protestos que percorrera Hong Kong nas últimas semanas. Fonte: Associated Press.